01 dezembro, 2010

Esperança cansa !

Quem espera, algumas vezes alcança, mas sempre cansa !
A gente vive carregando algumas esperanças ou sonhos, que se mesclam a desejos. Aliás, esperanças me parecem muito mais distantes, bem mais espaçosas... que desejos em si...
Esperanças são esperadas quase que todo dia, ou à sombra quando dão, sem muito motivo, inicio a crises, grandes frustrações e dores - que às vezes é só o peso dos personagens, coisas, reconhecimentos e afetos esperados, somado ao cansaço da espera. Não percebemos isso, porque a frustração da espera é muito mais sutil, é só uma gota e quase imperceptível no dia-a-dia, além do que Esperança é uma palavra tão bonita, e seu sentido parece tão comum, tão normal, tão inocente...

Mikhail Naimy em O Livro de Mirdad, aconselhou: "Não deis o coração em casamento à esperança". Em outro trecho consta : "O que demora a vir não merece ser esperado. Deixai que o demorado espere".
Tem que destrinchar para entender e, destrinchar a si próprio para assimilar. 
Veja só, a gente se acostuma a alimentar a esperança ! 
Afinal de alguma forma existe a recíproca que em alimentar, somos também alimentados.Verdade. Mas somos nutridos ? Que alimento é esse que damos e dele nos introjetamos ? O segredo para romper com este e outros vícios pode estar nessas respostas.
Viver na esperança é também viver de ansiedade, pois vive-se de futuro, um tempo sem tempo, já que nele não estamos. Como para se fazer pensar versou Guimarães Rosa : "a vida está toda no futuro"!

Mas a gente espera o que certo é ? Não. Porque na certeza e na confiança estamos não fora, mas dentro colocados e inteiros, e por isso não se espera pelo que já se tem ! ". E paradoxalmente... Ao que tem lhe será dado... (Mt 25).
Você espera estar num cômodo de parede e teto branco, se você já está nele ?

.  
"O que vier a vós é vosso. O que demora a vir não merece ser esperado. Deixai que o demorado espere". Inverta a situação, que "o demorado espere". Deixai que as ilusões contidas na esperança, esperem. Liberte-se, rendendo-se das esperanças. 


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...