23 dezembro, 2009

Oração do Otimista

De hora em hora minha vida melhora, dia a dia estou melhorando.
Estou prosperando em todos os sentidos.
Sou hoje melhor que ontem, serei amanhã melhor que hoje.
Vivo com entusiasmo e confiança, buscando sempre um futuro melhor e mais risonho.
As células do meu organismo se renovam através de pensamentos de harmonia, amor, saúde e sucesso.
Colho no presente o que plantei no passado, colherei no futuro o que plantar no presente.
Sou responsável pelos meus atos, sou otimista, sou alegre, sou jovial.
Sou paciente, sou tolerante, sei perdoar.
Adoro a vida, acho o mundo maravilhoso, cumpro meus deveres com prazer e alegria.
Ganho honestamente o pão de cada dia. Resolvo meus problemas com calma e serenidade.
Sou feliz, nasci para amar e servir. Faço o bem sem olhar a quem.
Minha norma de conduta se baseia no respeito mútuo.

Amo a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a mim mesmo!

22 dezembro, 2009

Natal 2009


Conto de Natal - Os Três Cedros


O óleo essencial de Cedro tem cheiro de madeira e seu aroma reflete força, segurança e conforto. 
Uma história para os tempos de Natal, lembrando que a vida atende a todos nossos sonhos, mesmo que as formas se modifiquem, a essência permanece. 
Recebido de Paulo Coelho:

Conta uma antiga e conhecida lenda, que há cinco mil anos três cedros nasceram nas lindas florestas do Líbano. Como todos nós sabemos, os cedros levam muito tempo para crescer, e estas árvores passaram séculos inteiros pensando sobre a vida, a morte, a natureza, os homens.
Presenciaram a chegada de uma expedição de Israel, enviada por Salomão, e mais tarde viram a terra coberta de sangue durante as batalhas com os assírios. Conheceram Jezabel e o profeta Elias, inimigos mortais.
Assistiram a invenção do alfabeto, e deslumbraram-se com as caravanas que passavam, cheias de tecidos coloridos.

Um belo dia resolveram conversar sobre o futuro.
- Depois de tudo o que tenho visto - disse a primeira árvore - quero ser transformada no trono do rei mais poderoso da terra.
- Eu gostaria de ser parte de algo que transformasse para sempre o Mal em Bem - comentou a segunda.
- Por meu lado, queria que toda vez que olhassem para mim pensassem em Deus - foi a resposta da terceira.
Mais algum tempo se passou, e lenhadores apareceram. Os cedros foram derrubados, e um navio os carregou para longe.
Cada uma daquelas árvores tinha um desejo, mas a realidade nunca pergunta o que fazer com os sonhos; a primeira serviu para construir um abrigo de animais, e as sobras foram usadas para apoiar o feno. A segunda árvore virou uma mesa muito simples, que logo foi vendida para um comerciante de móveis. Como a madeira da terceira árvore não encontrou compradores, foi cortada e colocada no armazém de uma cidade grande.
Infelizes, elas se lamentavam: “Nossa madeira era boa, e ninguém encontrou algo de belo para usá-la”.
Algum tempo se passou e, numa noite cheia de estrelas, um casal que não conseguia encontrar refúgio resolveu passar a noite no estábulo que tinha sido construído com a madeira da primeira árvore. A mulher gritava, com dores do parto, e terminou dando a luz ali mesmo, colocando seu filho entre o feno e a madeira que o apoiava.
Naquele momento, a primeira árvore entendeu que seu sonho tinha sido cumprido: ali estava o maior de todos os reis da Terra.
Anos depois, numa casa modesta, vários homens sentaram-se em torno da mesa que tinha sido feita com a madeira da segunda árvore. Um deles, antes que todos começassem a comer, disse algumas palavras sobre o pão e o vinho que tinham diante de si. E a segunda árvore entendeu que, naquele momento, ela sustentava não apenas um cálice e um pedaço de pão, mas a aliança entre o homem e a Divindade.
No dia seguinte, retiraram dois pedaços do terceiro cedro, e o colocaram em forma de cruz.
Deixaram-no jogado em um canto, e horas depois trouxeram um homem barbaramente ferido, que cravaram em seu lenho. Horrorizado, o cedro lamentou a herança bárbara que a vida lhe deixara.
Antes que três dias decorressem, porém, a terceira árvore entendeu seu destino: o homem que ali estivera pregado era agora a Luz que tudo iluminava. A cruz feita com sua madeira tinha deixado de ser um símbolo de tortura, para transformar-se em sinal de vitória.
Como sempre acontece com os sonhos, os três cedros do Líbano tinham cumprido o destino que desejavam - mas não da maneira que imaginavam. 



*

17 dezembro, 2009

Aromas do Natal

por Milene Siqueira

O óleo essencial de Abeto Siberiano é um dos cheiros tradicionais dos pinheiros típicos do Natal. Uma das variações do Abeto é o Espruce que tem cheiro e ações similares ao de Abeto. Cheiro de floresta, e ricos em acetato bornílico atuam no sistema nervoso central como sedativo, diminuindo a liberação de hormônios do stress. Bactericida, anti-fúngico e tônico para o aparelho respiratório tratando sinusites, bronquites, asma.
Abetos combinam bem com oes de Limão, Olíbano, Eucaliptos e Lavanda.

Para o Natal brasileiro há quem prefira os cheiros de oes como Cravo ou Canela, que aquecem e lembram a compotas, rabanadas e doces típicos. Junto ao oe de Laranja combinam e conferem alegria no ambiente. Use sempre com cautela oes de Cravo ou Canela, ok!?

Gotinhas de oe de Cedro trazem o cheiro da madeira, fortalecem a espiritualidade e até nos faz imaginar a oficina de brinquedos da casa do Papai Noel...

Oes sempre lembrados são Olíbano e Mirra, presentes dos reis magos. Olíbano (incenso real),
é uma tradição antiga de queima religiosa, como oferenda e facilitador da meditação, ponte religiosa, de "re-ligação". Mirra, provavelmente o óleo mais usado na antiguidade, os egípcios a utilizavam para celebrações em adoração ao sol. Mirra tem a vibração da iluminação e transformação pelo Amor.

Para a noite de Natal, use os oes em difusores; pingue algumas gotinhas em potes com água e mergulhe velinhas; passe em chumaços de algodão ou pedaços de feltro recortados com motivos de Natal e pendure na árvore de Natal, ou próximo à lâmpadas para que o aquecimento espalhe o aroma; faça borrifadores misturando o oe ao álcool e complete com água. O clima está bem quente? Pendure os enfeites de feltro aromatizados próximo aos circuladores de ar e dê preferência aos aromas cítricos como Limão, + Abeto. 

Outra dica é colocar o oe sobre a parafina derretida da vela, porém com cuidado, pois lembre-se que oes são inflamáveis.
E Boa e perfumada Festa !




www.aromarte.com.br

*

11 dezembro, 2009

Tânio




Esse é o Tânio - meu gato... aquele que cheira a talco e mate...

Esse gatinho é tão cheiroso quanto arteiro... viu !

27 novembro, 2009

De Quem é a Culpa ?

Um texto de Luiz Antonio Trevizani do site www.luzdaconsciencia.com.br, coincidentemente (ou não !) mais uma luz sobre a consciência que recebi por e-mail e conheci hoje o site. É mais um para saborear... e chegaremos no trínômio consciência, perdão, dissolução.



Você tem se culpado muito? Certamente a resposta foi sim. Dificilmente alguém não sente culpa em algum momento, seja lá pelo motivo que for. Muitas vezes você se acha tão responsável pelos outros que quando algo sai errado com alguém de sua estima sente culpa por não ter ajudado o suficiente para dar certo. Outras vezes, por ceder aos seus próprios desejos e satisfazê-los.

A culpa é um veneno corrosivo que destrói células e abala o sistema imunológico. Sentir culpa pode significar não estar preparado (a) para lidar com a sua natureza essencial. Das muitas vezes que sentiu culpa, repare bem se grande parte delas foi por alguma atitude sua que contrariou algum preceito moral, mas que lá no fundo estava bem de acordo com a sua natureza e era isso que a sua alma queria.

O sistema vigente na sociedade, de um modo geral está calcado no trinômio pecado, culpa e medo. Há um código moral sempre apontando para a sua consciência e dizendo o que deve fazer e o que está proibido. Esse código moral está apontando o dedo do julgamento e dizendo na sua cabeça que você errou mais uma vez e que por isso será castigado (a) pela sua consciência, ou por Deus. E você sente culpa! Mas, esta sociedade moralista esconde verdadeiros buracos em sua concepção.

Será que a moral pode sobrepor-se à ética da alma e desconsiderar a natureza essencial do espírito?

Não quero dizer com isso que toda moral seja ruim. Ela é necessária até certo ponto, mas quando se torna um fardo pesado demais para o ser humano, impondo-lhe restrições severas com relação à sua natureza e consciência, então qualquer moral torna-se prejudicial. Se você examinar atentamente, perceberá que sente tanta culpa por tantos e tão absurdos motivos que nem vai acreditar. Você sente culpa até pela comida que ingere! Preste atenção nisso. Você é daqueles (as) que ainda acredita que comida por si só engorda e come cheio (a) de culpa? Se assim fosse haveria muito mais pessoas obesas. Você já reparou que tem gente que come muito e está sempre em forma, e outros que comem pouco, fazem regime alimentar regularmente e são gordos? Pois saiba que o que faz com que o seu organismo aumente de tamanho (engorde) é a combinação do alimento com informação. E a culpa é uma informação importante que o organismo entende como sentimento de carência ou medo e guarda "calorias" para eventual escassez, ou simplesmente para criar uma capa de gordura adiposa para proteger você na sua excessiva sensibilidade. Agora, pense sempre qual informação vai colocar em seu organismo antes de comer e como ele já está informado.

Mas, além de sentir culpa você é daqueles (as) que joga culpa sobre os outros? Quanta desgraça você já criou por esse mundo afora jogando culpa sobre seu semelhante! Isso é o mesmo que desejar o pior mal a um ser humano. Sempre que você diz, "foi culpa sua", está jogando cruéis maldades sobre aquele ser a quem disse isso! Quem é você para julgar seu irmão de mundo?

Culpar o outro é uma forma de se autojulgar superior, inatingível por qualquer mal e incapaz de produzir maldade. Ora, quem está livre disso neste mundo? A partir deste momento esqueça tudo o que traz do seu passado que lhe faz sentir culpa e remorso; perdoe a si mesmo (a) e a todos aqueles que o (a) culparam de alguma coisa, e examine como é a sua natureza essencial, a sua alma, e assuma uma nova postura diante de si mesmo (a). Uma postura mais respeitosa, mais amistosa, menos julgadora, menos cruel. Se assim fizer, com certeza não conseguirá mais julgar e culpar ninguém. Não há necessidade de se cobrar tanto, de querer ser melhor. Afinal, ser melhor que o quê? Ser melhor em relação a quem ou a quê? Você precisa se tornar melhor apenas em relação a si mesmo (a), e isso não requer nenhuma comparação, seja com os outros ou consigo mesmo (a).

Se fizer tudo consciente; se você se tornar uma pessoa consciente de seus pensamentos, sentimentos e atitudes; consciente de si mesmo (a); consciente da realidade espiritual, saberá conduzir a sua vida e estará sempre fazendo o melhor em cada momento. O melhor deve ser entendido como a máxima capacidade alcançada neste exato momento da sua vida. Amanhã você fará a mesma coisa que fez hoje acrescida das experiências de hoje e o conhecimento de amanhã, portanto, diferente de hoje. Isso é fazer o melhor, ser melhor. E não se culpe por achar que ontem poderia ter feito melhor. Seria impossível!

Que você se torne cada dia mais consciente!




*
****

19 novembro, 2009

Os Ancestrais e as Diferentes Inteligências do Nosso Corpo



O Corpo, a natureza, o prazer, a terra, as águas, o nosso lado yin, nossa ancestralidade. Talvez pelo medo do seu Poder, negligenciaram esta divindade em nós chamada Corpo!



Dos ritos ancestrais à ciência:

De acordo com os ancestrais de diferentes partes de nosso mundo, nosso corpo sente e pensa. Por exemplo, no caso dos ancestrais das tribos australianas, quando uma pessoa se fere ou adoece, a tribo se reúne ao redor do enfermo e canta pedindo perdão à ferida ou parte afetada. E esta começa automaticamente a dar sinais de melhora e ocorrem curas milagrosas.

O mesmo ocorre nas assombrosas curas dos kahunas ou médicos magos havaianos. Eles entram em oração direta com a parte afetada pedindo-lhe perdão. Esse ato de oração envolve os magos, o paciente e todas as vidas durante as quais eles possam ter se encontrado e se envolvido com essa pessoa. E também ocorrem curas consideradas milagrosas.

No conhecimento ancestral Inca, tudo é reciprocidade, quando alguém adoece ou se enche de energia pesada ou “hucha”, por ter atitudes egoístas, não deixando fluir o “sami” ou energia leve. Por isso nas curas se pede para aquela parte do corpo se harmonizar com ‘pachamama’ permitindo que o bloqueio se reequilibre. E a pessoa se cura.


No caso dos Lakotas, na América do Norte, eles falam com o corpo para informar-lhe que existe uma medicina que vai curá-lo. E logicamente as pessoas se curam.

Como vemos, examinando alguns casos de medicina ancestral, chegamos a uma interessante conclusão: os ancestrais aceitavam as partes de nosso corpo como um ser completamente inteligente e autônomo do cérebro. Isso durante os últimos séculos passou a ser considerado como fraude ou superstição. Mas vejamos agora as descobertas mais recentes da ciência. Você vai ficar estupefata (o).

A sabedoria do corpo é um bom ponto de acesso às dimensões ocultas da vida: é totalmente invisível, mas inegável. Os investigadores médicos começaram a aceitar este fato em meados dos anos oitenta. Anteriormente se considerava que a capacidade da inteligência era exclusiva do cérebro. Então foram descobertos indícios de inteligência no sistema imune e, logo a seguir, no digestivo.

A INTELIGÊNCIA DO SISTEMA IMUNE



A Dra. Bert descobriu (e logo outros cientistas confirmaram) , que existem tipos de receptores inteligentes não só nas células cerebrais, mas em todas as células, de todas partes do corpo (chamaram inicialmente de neuropeptídios) . Quando começaram a observar as células do sistema imunológico, por exemplo, as que protegem contra o câncer, contra as infecções, etc., encontraram receptores dos mesmos tipos que os do cérebro.

Em outras palavras, suas células imunológicas, as que o protegem do câncer e das infecções, estão literalmente vigiando cada um dos seus pensamentos, cada emoção, cada conceito que você emite, cada desejo que tem. Cada pequena célula T e B do sistema imunológico produz as mesmas substâncias químicas produzidas pelo cérebro quando pensa. Isto torna tudo muito interessante, porque agora podemos dizer que as células imunológicas são pensantes. Não são tão elaboradas como as células cerebrais, que podem pensar em português, inglês ou espanhol. Mas sim, elas pensam, sentem, se emocionam, desejam, se alegram, se entristecem, etc. E isto é a causa de enfermidades, de stress,câncer, etc. Quando você se deprime entram em greve e deixam passar os vírus que se instalam em seu corpo.

A INTELIGÊNCIA DO SISTEMA DIGESTIVO

Há dez anos parecia absurdo falar de inteligência nos intestinos. Sabia-se que o revestimento do trato digestivo possui milhares de terminações nervosas, mas que eram consideradas simples extensões do sistema nervoso, um meio para manter a insossa tarefa de extrair substâncias nutritivas do alimento. Hoje sabemos que, depois de tudo, os intestinos não são tão insossos. Estas células nervosas que se estendem pelo trato digestivo formam um fino sistema que reage a acontecimentos externos: um comentário perturbador no trabalho, um perigo iminente, a morte de um familiar. As reações do estômago são tão confiáveis como os pensamentos do cérebro, e igualmente complicadas.

A INTELIGÊNCIA DO FÍGADO

As células do cólon, fígado e estômago também pensam, só que não com a linguagem verbal do cérebro. O que chamamos “reação visceral” é apenas um indício da complexa inteligência destes milhares de milhões de células. Em uma revolução médica radical, os cientistas acessaram uma dimensão oculta que ninguém suspeitava: as células nos superaram em inteligência durante milhões de anos.

A INTELIGÊNCIA DO CORAÇÃO

Muitos acreditam que a consciência se origina unicamente no cérebro. Recentes investigações científicas sugerem, de fato, que a consciência emerge do cérebro e do corpo atuando juntos. Uma crescente evidência sugere que o coração tem um papel particularmente significativo neste processo. Muito mais que uma simples bomba, como alguma vez se acreditou, o coração é reconhecido atualmente pelos cientistas como um sistema altamente complexo, com seu próprio e funcional “cérebro”. Ou seja, o coração tem um cérebro ou inteligência. Segundo novas investigações no campo da Neurocardiologia, o coração é um órgão sensorial e um sofisticado centro para receber e processar informação. O sistema nervoso dentro do coração (ou o “cérebro do coração”) o habilita a aprender, recordar e tomar decisões funcionais independentemente do córtex cerebral. Além da extensa rede de comunicação nervosa que conecta o coração com o cérebro e com o resto do corpo, o coração transmite informação ao cérebro e ao corpo, interagindo através de um campo elétrico.

E LEIA ISTO…O coração gera o mais poderoso e mais extenso campo elétrico do corpo. Comparado com o produzido pelo cérebro, o componente elétrico do campo do coração é algo assim como 60 vezes maior em amplitude, e penetra em cada célula do corpo. O componente magnético é aproximadamente 5000 vezes mais forte que o campo magnético do cérebro e pode ser detectado a vários pés de distância do corpo com magnetômetros sensíveis.

RECOMENDAÇÕES

As investigações do Instituto HeartMath sugerem que respirar com Atitude, é uma ferramenta que ajuda a sincronizar seu coração, mente e corpo para dar-lhe uma coerência psicofisiológica mais poderosa. Ao usar esta técnica regularmente – experimente- a cinco vezes ao dia - você desenvolverá a habilidade para realizar uma mudança de atitude durável. Respirando com Atitude, você coloca o foco em seu coração e no plexo solar, enquanto respira com uma atitude positiva. O coração automaticamente harmonizará a energia entre o coração, a mente e o corpo, incrementando a consciência e a clareza.




A Técnica de Respirar com Atitude

Coloque o foco em seu coração enquanto inala.
Enquanto exala coloque o foco no plexo solar.

O plexo solar se encontra umas quatro polegadas debaixo do coração, justamente debaixo do esterno onde os lados direito e esquerdo da caixa torácica se juntam.



Pratique inalar através do coração e exalar através da caixa torácica durante 30 segundos ou mais para ajudar a ancorar sua atenção e sua energia ali. Depois escolha alguma atitude ou pensamento positivo para inalar ou exalar durante esses 30 segundos ou mais. Por exemplo, você pode inalar uma atitude de autoestima e exalar uma de atenção.

Pratique diferentes combinações de atitudes que você queira desenvolver. Pode dizer em voz alta: “Respiro Sinceridade, Respiro Coragem, Respiro Tranqüilidade, Respiro Gratidão” ou qualquer atitude ou sentimento que você queira ou necessite. Inclusive, se você não sente a mudança de atitude a princípio, mesmo fazendo um esforço genuíno para mudar, lhe ajudará a alcançar um estado neutro, no qual você terá mais objetividade e poupará energia.


(recebido por e-mail - fonte desconhecida)











*

16 novembro, 2009

Camelos também Choram



Docilidade, generosidade e perseverança, são temas do filme Camelos também Choram.

O filme mostra com simplicidade uma família que até parece lenda de tão terna... Mostra a sabedoria de que as vibrações (no caso musicais) podem tocar fundo e dissolver corações feridos, amargurados, como a da camela (!?) mãe.
"Tocante.Mexe com uma certa inocência dentro de nós e nos renova a motivação de seguir pela vida com positividade "- Válter Pini.
Lindinho ! Pra ver e se enternecer !


Delírio !

"A pessoa não é a soma de suas impressões comuns, mas das extraordinárias. 
Sendo assim, mistérios conhecidos são criados em nós e expressos por símbolos raros. 
É perto da água e suas flores que compreendo melhor que o delírio é um universo sempre em emanação, 
um sopro fragrante que procede das coisas por meio do sonhador"

Gaston Bachelard em Water and Dreams


30 outubro, 2009

Consciência é Luz !

(com proposta de relaxamento abaixo)
por Milene Siqueira

Lembra daqueles testes de imagens que recebemos via e-mail, ou imagens 3-D (tridimensional) ?
A nossa interpretação com base do conhecido, dos nossos filtros e ordem mental geralmente não resolve as questões, nem faz com que vejamos as imagens lá contidas. Sim, eles propositalmente desafiam essa ordem e só a disponibilidade de rever de outra maneira, como se a cabeça se movesse para outra direção, é capaz de resolver. E quando consegue, nosso ser se extasia, não é ?

A cabeça movida para outra direção...
Nos livrarmos do padrão e de antigos condicionamentos, é tão proporcionalmente
complicado a quanto mais
apenas conhecimentos temos.

Um mundo de múltiplas informações trouxe a era digital, e precisamos fazer bem uso dos maravilhosos recursos que ela nos traz, é preciso : saber conhecer. Ou seja, saber vem de sabor, saborear o conhecimento, e ao saborear ficaremos muito mais seletivos. Saboreando, já nem (a)provaremos mais os falatórios, o sensacionalismo, as regras e imposições e notícias destrutivas, porque o cheiro já será ruim do conteúdo amargo e indigesto, e se isso ainda lhe parecer uma fórmula viciante que mantém a rotina em ordem (!), comece aos poucos... conheça, sinta, cheire !

Parece que tem sido menos saboreado o silêncio bem como a música, a natureza, a brincadeira, as artes, a ecologia, a literatura, o afeto, a liberdade, a plenitude de nossos sentidos, o relaxamento, o cuidado, suas riquezas interiores, o bem da sociedade, a pulsação da vida,
em proporção ao só conhecimento e ao conhecimento da importância disso.

Somos nós que pensamos e decidimos ou são os pensamentos que tem pensado por nós e a sociedade que tem decidido por você ? Se saborear, há de saber...
Tornar-se Consciente é um Poder. É discernir, escolher e sair de um pensamento unilateral.
A sensibilidade quer sempre se manifestar, ela amplia, cria... quer estar no conhecimento, para que o conhecimento elucide enigmas, tenha sentido, aja, seja enfim Consciência, Luz !

Tornar-se consciente, também, implica em outra palavra : responsabilidade !
Afinal quem é que quer ter a “consciência pesada” ?
E aí está um porque para “inconscientemente” nem querermos nos conscientizar... e principalmente daquilo
que mais nos diz respeito... porque a consciência, está sempre a um passo da ação.

Consciência : responsabilidade, poder, razão e sensibilidade, conhecimento e sabor... Luz !

.:.

Relaxamento :
Abaixo, uma sugestão para equilibrar nosso Ser, nossa saúde.
Faça o relaxamento proposto, deixando como guia a consciência interna :

“Ao se deitar, se possível esteje com seu óleo essencial preferido, destampe o vidrinho e inale 3 vezes, a intenção do óleo essencial é fazer contato com o sensorial e potencializar o relaxamento. Mesmo que aquele seu preferido no momento seja, por exemplo, um Alecrim (conhecido como estimulante mental) saiba que ele irá harmonizar em você. Depois, leia vagararosamente as citações abaixo, conscientizando cada uma, como quem saboreia as palavras, e sinta-se nutrir de luz, você pode incluir outras citações, e depois respire e relaxe, relaxe e respire:

• É natural para o meu corpo estar bem ;
• Mesmo que eu não saiba o que fazer para melhorar, meu corpo sabe ;
• Tenho trilhões de células com consciência individual, e elas sabem como alcançar seu equilíbrio;
• Não preciso entender a causa deste desconforto ;
• Se soubesse o que sei agora, o problema não teria começado ;
• Não importa como começou, porque o problema esta mudando de rumo nesse exato momento ;
Não há nenhuma pressa ;
• Meu Ser Interior é essencialmente consciente do meu corpo físico ;
• Minhas células estão pedindo o que precisam para se desenvolver e a Fonte de Energia está respondendo a este pedido ;
• Agora vou relaxar e permitir a comunicação entre meu corpo e minha Fonte ;
• Meu Ser Interior está saboreando da Fonte ;
• Meu único trabalho agora é relaxar e respirar ;
• Sou capaz de fazer isso ;
• Sou capaz de fazer isso facilmente ;


Se surgir alguma dor ou desconforto enquanto está deitado, inclua as citações :

• A sensação de dor indica que a Fonte está respondendo ao pedido de minhas células ;
• Vou relaxar apesar da dor, porque entendo que ela indica melhora ;
Respire e relaxe...”

Esse relaxamento foi inspirado no livro Peça e Será Atendido de Esther & Jerry Hicks

Khalil Gibran

"...e se vierem cantores e bailarinos e tocadores de flauta - comprai também seus dons. Pois eles também coletam frutas e olíbano, e o que trazem, apesar de feitos de sonhos são vestimentas e alimentos para vossas almas"

O Profeta - Khalil Gibran


28 outubro, 2009

Receptores Olfativos nos Espermatozóides

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u8746.shtml

Espermatozóide "fareja" óvulo, diz estudo

REINALDO JOSÉ LOPES da Folha de S.Paulo

São milhões de competidores tentando cruzar a membrana de chegada e penetrar no óvulo, e o segredo dos espermatozóides que chegam lá pode ser, quase literalmente, um nariz de vantagem, segundo cientistas alemães.
Eles descobriram que espermatozóides podem farejar o óvulo.O faro molecular dessas pequenas células masculinas parece ser tão apurado que elas se mostraram capazes de mudar a direção e a velocidade de seu nado quando expostas a determinadas fragrâncias.
Tudo graças à presença de fechaduras químicas conhecidas como receptores olfativos (ORs) parecidas com as que recebem a sensação de cheiro no nariz humano verdadeiro.Com o achado, uma dúvida fundamental sobre a fecundação nos mamíferos (o que os espermatozóides usam, além da sorte, para alcançar o óvulo) fica bem mais próxima de ser respondida.

O estudo publicado na última edição da revista americana "Science" (www.sciencemag.org) abre caminho para novas formas de impedir que eles cheguem lá, para quem ainda não está interessado em ser pai ou mãe.Embora a presença dos ORs em testículos e espermatozóides humanos já fosse conhecida há um bom tempo, ninguém ainda havia sido capaz de explicar o que esses receptores faziam lá. Coube a Marc Spehr e seus colegas da Universidade do Ruhr em Bochum, Alemanha, o desafio de explicar esse paradoxo. Afinal, células sexuais não têm narizes de verdade e muito menos cérebros para interpretar o que os ORs captam."Fomos os primeiros a descrever o funcionamento dos receptores alguns anos atrás e ficamos interessados no possível papel desses ORs nos espermatozóides", contou Spehr, 29, à Folha.Para o trabalho agora publicado, os pesquisadores escolheram um receptor chamado hOR17-4, cuja presença tinha acabado de ser demonstrada nos espermatozóides.
Eles copiaram o gene com a sequência de DNA que especifica a estrutura da molécula do receptor e o inseriram em células cultivadas em laboratório.
O próximo passo foi inundar as células geneticamente modificadas com moléculas sintéticas de nomes estranhos, como "burgeonal" e "lilial", usadas pela indústria cosmética para criar perfumes. "Eles imitam odores florais, como o do lírio", conta Spehr.
A equipe tinha acertado na mosca: a presença das moléculas florais induziu o surgimento de canais na membrana das células, usados por átomos de cálcio com carga elétrica positiva. Não por coincidência, é essa a resposta que acontece nos neurônios (células nervosas) do nariz que têm receptores como o hOR17-4.Canais parecidos, que expulsam o cálcio através da membrana, servem como motor do nado dos espermatozóides, propelindo o longo flagelo (cauda) típico desses atletas celulares.
Ao expor os espermatozóides às moléculas florais, o resultado foi ainda mais impressionante. Não só a resposta (formação de canais de cálcio) era cem vezes maior, mas o burgeonal, por exemplo, parecia induzir o nado das células e torná-lo mais rápido."É como se os espermatozóides fossem neurônios individuais do nariz, só que eles não transmitem o sinal produzidos pelos seus ORs para outros neurônios", escreveu o biólogo reprodutivo Donner Babcock, 61, da Universidade de Washington em Seattle, que comentou o estudo na "Science".Embora os resultados sejam encorajadores, Spehr diz que ainda há muito a ser feito. "É muito provável que vários outros ORs influenciem os espermatozóides, além do hOR17-4", afirma.Outra dúvida é saber de onde vem o aroma que atrai os corredores. "Como a interação do espermatozóide com os órgãos reprodutivos é complexa, devemos manter nossa mente aberta sobre isso", diz Babcock. Ele especula, porém, que o mecanismo possa ajudar tanto no direcionamento dos espermatozóides na fertilização in vitro quanto para impedir a fecundação.


Edição 1 797 - 9 de abril de 2003

http://veja.abril.com.br/090403/p_104.html

Eles não resistem ao cheiro de rosas

Espermatozóides usam o faro na sua corrida até o óvulo.

Um dos maiores desafios da medicina é descobrir o motivo que leva a que, entre centenas de milhões de espermatozóides, apenas um consiga fecundar o óvulo. Aqueles que têm mais chances de atingir o alvo, já se sabe, são os que nadam em linha reta e têm formas perfeitas (cabeça oval, cauda proporcional e esticada e tronco inserido bem no meio da cabeça). Tais características, porém, não bastam para justificar a supremacia de um único espermatozóide sobre todos os outros. Ele tem de ter outras qualidades. Em artigo publicado na última edição da revista científica Science, médicos americanos e alemães anunciaram que um desses diferenciais pode ser um faro mais aguçado.
Isso porque as células reprodutivas dos homens possuem uma espécie de radar olfativo, o receptor hOR17-4. Na corrida ao óvulo, ao captar um cheiro agradável, os espermatozóides com receptores mais sensíveis nadariam mais rápido e fariam uma trajetória mais, digamos, racional.

As experiências em laboratório revelaram que eles sentem uma atração especial por fragrâncias florais, especialmente a de lírios do campo e de rosas. Em contrapartida, o odor de frutas cítricas afugenta os espermatozóides.

Tal descoberta pode abrir caminho para o aperfeiçoamento das terapias de fertilidade e para a criação de novas drogas contraceptivas. Apesar do entusiasmo dos especialistas em reprodução humana, o estudo não decifra por completo o mecanismo de atração que guia os gametas masculinos rumo ao óvulo. A primeira etapa do trabalho publicado na Science era provar que os espermatozóides se guiam pelo faro. Isso foi feito por intermédio de essências utilizadas pela indústria cosmética na fabricação de perfumes. Ainda falta determinar quais as substâncias produzidas pelo organismo feminino que ativam o receptor hOR17-4 e atiçam os espermatozóides.

REFERÊNCIAS:
http://www.sciencemag.org/cgi/search?src=hw&site_area=sci&fulltext=Spehr&search_submit.x=17&search_submit.y=2
.

19 outubro, 2009

Nariz - Amor

Do site : http://lokkonshojofontedavida.com/


Achei bonita a relação nariz - amor !


Seis Raízes Puras e Divinas:


Olhos - Luz
Ouvidos - Bondade
Nariz - Amor
Boca - Honestidade
Corpo - Calor Humano
Pensamento e Sentimento - Coração Puro e Alma Pura.


Você é responsável pela sua vida; você é o salvador dela.
Faça crescer as Seis Raízes e verá como o dia a dia de sua vida se tornará mais equlibrada, mais harmônica e... começará a ficar em paz.
LOKKON-SHÔJO FONTE DA VIDA


Não é religião, porque é algo individual. É algo entre você e Deus e mais ninguém. É tão simples renascer em nós mesmos, plantando as SEIS RAÍZES em nosso coração.


PRIMEIRA RAIZ - OLHOS - LUZ
Deus nos deu os OLHOS para ver e apreciar as belezas da natureza. E quando conseguimos usar os OLHOS para o lado bom, a LUZ irradia no nosso CORAÇÃO afastando todas as coisas ruins.


SEGUNDA RAIZ - OUVIDOS - BONDADE
Deus nos deu os OUVIDOS para estarmos sempre sintonizados para OUVIR coisas boas. Assim estamos cultivando a LUZ e a BONDADE no nosso CORAÇÃO.


TERCEIRA RAIZ - NARIZ - AMOR
Deus nos deu o NARIZ para podermos sentir o perfume da natureza que está no nosso caminho. Porque NARIZ - AMOR? Por exemplo, um recém-nascido reconhece o AMOR da mãe com o seu NARIZ. Existe uma coisa tão sublime quanto esta? Vamos respirar o ar da LUZ, da BONDADE para sentir o puro perfume do AMOR no nosso CORAÇÃO.


QUARTA RAIZ - BOCA - HONESTIDADE
Deus nos deu a BOCA para usar com HONESTIDADE, falando sempre a VERDADE com LUZ, BONDADE e AMOR no CORAÇÃO, estamos fortalecendo a Raiz da HONESTIDADE.


QUINTA RAIZ - CORPO - CALOR HUMANO
Deus nos deu o CORPO para sentir o toque e através dele o CALOR. Sendo GENTIL e solidário brota o CALOR HUMANO. Junto com a LUZ, BONDADE, AMOR e HONESTIDADE cultivam o CALOR HUMANO no CORAÇÃO.


SEXTA RAIZ - PENSAMENTO E SENTIMENTO PUROS - CORAÇÃO PURO E ALMA PURA
Deus nos deu o CORAÇÃO para cultivar o PENSAMENTO e SENTIMENTOS bons para aconchegá-lo (DEUS) no CORAÇÃO. Tendo LUZ, BONDADE, AMOR, HONESTIDADE e CALOR HUMANO no CORAÇÃO, os SENTIMENTOS e PENSAMENTOS se tornam cada vez mais claros e puros. Vamos abrir a janela do CORAÇÃO e praticar estes SENTIMENTOS sublimes que habitam nele.


1. Não há paz sem harmonia . . . . . . . . . .
LUZ
2. Não há caridade sem solidariedade . . . . .
BONDADE
3. Não há dignidade sem respeito . . . . . . .
AMOR
4. Não há verdade sem perdão . . . . . . . . .
HONESTIDADE
5. Não há carinho sem afeto . . . . . . . . . .
CALOR HUMANO
6. Não há felicidade sem sinceridade . . . . .
CORAÇÃO PURO

Proteção aos animais

Recebido por e-mail.
Vamos nos conscientizar que somos aqui no planeta também Cuidadores das obras do Criador, isso vale para nós próprios, para todas as criaturas e tudo o que nos cerca.

Como proteger os animais?

1) Se você não tem tempo ou vontade de nada, não tenha animais em casa se não puder cuidar deles e oferecer-lhes condições salubres. Muito faz quem não atrapalha.

2) Se você tem algum tempo e alguma vontade, adote um animal. Para cada animal comprado em pet shops, 3 morrem nas ruas. Lembre-se que é uma vida e que ele tem necessidade de alimento, conforto e carinho. Um dia ficará velho e precisará ainda mais da sua atenção.

3) Se você tem espaço, condições e atende os requisitos do item 2, adote mais de um. O problema dos animais abandonados é realmente grande!

4) Se você não tem espaço ou condições, colabore com quem ajuda. Doe alimentos, material de limpeza, divulgue campanhas. Voluntarie-se.

5) Seu guarda-roupa anda cheio? Abra espaço! Lã? couro? Você realmente precisa disto num mundo com opções que não matam animais e são mais baratas?

6) Há espaço em seu banheiro para a vida? Então não compre produtos testados em animais, opte por marcas que realizam testes éticos, como os testes in vitro. Alguns produtos testados são os de limpeza, perfumes, cosméticos, algumas rações... Saiba mais: http://www.pea.org.br/crueldade/testes/lista.htm e Comunidade "SAC Vegano" no Orkut http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=52844522

7) Se houver espaço em seu coração para amar os animais que não convivemos diariamente (vacas, galinhas, porcos, peixes e outros animais marinhos), deixe de comê-los. Afinal, a dor que a galinha sente não é menor que a dor de um cãozinho felpudo. Assim você não irá contribuir com a morte direta deles e nem com a escravidão diária a que são submetidos na indústria de alimentos.

8) Há ainda espaço no seu coração para os animais selvagens? Não compre animais silvestres. O lugar deles é em liberdade. Seja menos consumista. Para produzir qualquer coisa é preciso destruir habitats, retirar madeira, minérios.... Muitos animais morrem para se produzir um produto que você não precisa. E o que você descarta vai parar no meio ambiente e provoca a morte de vários animais nos rios, no mar e em outros locais. Consumir menos e gerar menos lixo é cultivar a vida.

9) E os animais humanos? Quantas crianças dormem ao relento, quantos velhinhos são abandonados em asilos? Tolos sempre dizem "ao invés de adotar um animal, adote uma criança". Sábios dizem "eu quero ser parte da solução e não do problema". Ajudar pessoas não exclui ajudar os animais e vice-versa.

05 outubro, 2009

Vídeos de música no You Tube

Adoro música ! Adoro voz ! E adoro ver cantor cantar... acho que não tem nada que me emocione tão rapidamente !


Ver o sentimento expresso no gestual, na voz.... de calouros a reis tudo é válido e tem muita gente boa por aí.


Aqui um vídeo que adoro, If I Can Dream (Se eu Posso Sonhar), pela linda letra, e pela voz e sentimento do Rei Elvis Presley :
http://www.youtube.com/watch?v=jkdECW8Is-o


Este eu já conhecia a música, mas ganhou um sentido ainda maior quando vi o vídeo. Você tem coragem de ser ? É Marillion, Beautiful :
http://www.youtube.com/watch?v=u895j8SvLF8

E quer dizer do Bono Vox... In the Name of Love...
http://www.youtube.com/watch?v=KEd9qtEUigM

22 setembro, 2009

Feliz Primavera


Feliz Primavera !

Delicia-te com todos os perfumes,
todas as cores,
todas as músicas...

Lembra-te que a vida é fugaz.

(Omar Khayyam - poeta persa)

31 agosto, 2009

A vitalidade dos alimentos

Ontem, 30 de Agosto - aqui em Atibaia, tivemos a Conceição Trucom, em uma Oficina de Crudivorismo que durou aproximadamente 6 horas !! Com muiiiiitttta informação e aprendizado !
Haverão próximas Oficinas por aqui !!
Abaixo um texto sobre o assunto que saiu no STUM na mesma data :
http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/c.asp?id=09052


A vitalidade dos alimentos - Parte 1:: Conceição Trucom ::

O Serviço e a Alquimia

Os alimentos de origem vegetal, crus e vivos, nos oferecem espontaneamente tudo o que captaram da Terra, do Sol e de Deus. Cabe a cada um de nós recebê-los! Deixá-los chegar e fazer parte de nós.
Os alimentos do reino vegetal têm um propósito: oferecer seu Viço, seus agentes nutricionais e energéticos, seus componentes da terra e do sol (cósmicos), para que sejamos Seres em estado de Viço, ou seja, em SerViço.
Mas, não basta ganhar um presente, temos que recebê-lo, assimilá-lo, para então fazer parte de nós, da alegria e gratidão causada pelo presente verdadeiramente recebido.
Entretanto, quando um ladrão nos aborda, permitindo ou não, ele irá nos roubar o que temos de maior e melhor em nossa vida: nosso corpo e alma. É ato de amor e respeito ser cúmplice do nosso corpo e vida, e praticar um "banho interno diário" que favoreça o necessário alívio da sobrecarga intoxicante da vida moderna. E é sábio aproveitar este ato de afeto (corpo e alma unidos no mesmo movimento), para nutrir e vitalizar todas as células, órgãos, vísceras e sistemas, entre eles nossas mentes, representadas fisicamente pelo cérebro.
Para tanto, o certo é conhecer os alimentos que têm tal poder, para aumentar seu consumo diário, como também, para poder evitar conscientemente, os alimentos que nos desvitalizam e minam nossa saúde e poder pensante.
A alquimia e o SerViçoOs alimentos do reino vegetal - frutas, folhas, raízes, brotos e sementes -, enquanto vivos e crus, são ofertas viçosas da mãe natureza. Eles já trazem em sua composição nutrientes conhecidos como carboidratos, proteínas e gorduras, importantes para nos dar energia, construção e manutenção de nossas células e corpos. São os chamados macronutrientes. A esta parte bem física dos alimentos colocarei a responsabilidade de 10% pela sustentação da vida, e é o máximo que uma pessoa intoxicada pode assimilar destes alimentos.Aos outros 90%, que classificarei de parte "alquímica", por serem em mínimas concentrações ou mesmo invisíveis (forças energéticas da terra e do sol), só plenos no alimento cru e vivo, colocarei a responsabilidade pela sustentação do corpo, da alma e do espírito alinhado com a luz. São estes 90% que ancoram a força, a luz.
Esta é a parte que uma pessoa vai acessar e assimilar quanto mais desintoxicada estiver.Grau intoxicação x Capacidade de Assimilação do alimento vegetal cru e vivoEstes 90%, além de participarem da digestão e assimilação dos nutrientes mais densos (aqueles 10%), irradia vitalidade para mais purificação, transformações e expansão do Ser, que se impregna de Viço e vive em estado de Viço, em SerViço.
Ou seja, sempre haverá energia sobrante. Nestes 90% encontramos alguns elementos biologicamente ativos (vivos) denominados:- enzimas (se o alimento estiver cru e vivo) - agentes de informação específica e precisa para a função digestiva e todas as reações energeticamente econômicas do organismo;- sais minerais - agentes de comunicação rápida e precisa entre todas as células, já que são responsáveis por todas as reações eletroquímicas conduzidas pelos 60-70% de água presentes num organismo humano e adulto;- vitaminas - agentes de vitalização do corpo e do poder pensante (alma);- fibras - agentes de absorção dos excretos, modulação do processo de assimilação digestiva e nutrição da flora intestinal;- antioxidantes - agentes que impedem a oxidação e degeneração precoce das células e do poder pensante.
Além destes elementos já identificados pela ciência, existem infinitos outros, que classifico como Alquimia da Mãe Terra, do Sol e de Deus. Esta é a parte invisível, sagrada e poderosa, pois é a que nos permite sintonizar, vibrar em sintonia, com estes Seres: a Terra, o Sol e Deus. Neste momento sentimos: Amor - Gratidão - Somos todos Um!
E, graças à elevada presença, principalmente nos alimentos da cultura orgânica, desta fração alquímica, os vegetais crus e vivos são exatamente os que oferecem aos órgãos e sistemas de excreção a sua cumplicidade mais afetiva e efetiva. Só quando consumidos crus e frescos, fornecem ao organismo sua água estruturada com informações de limpeza, nutrição e vitalização.
Na prática.
Aqui, o objetivo é que você compreenda, didaticamente, como classificar os alimentos pela sua força vital, simplificando os critérios de escolha e seleção.
Nada de tabelas: só a compreensão.
No livro "Você sabe se desintoxicar" (Dr. Soleil - Ed. Paulus), os alimentos estão classificados em quatro categorias, de acordo com o seu grau de VITALIDADE ou força alquímica.Este conceito foi criado pelo Dr. Edmond Bordeaux-Szekely e pode ser de grande ajuda para nos orientar nas escolhas alimentares, sem precisar de qualquer intelectualização.

Texto extraído do livro Alimentação Desintoxicante - Conceição Trucom - editora Alaúde, cuja leitura na íntegra lhe possibilitará a prática desta filosofia de vida com consciência e responsabilidade.

13 agosto, 2009

O Cheiro do Ralo

Díficil falar do fime O Cheiro do Ralo. É do tipo, que acredito que há os que adorem e os que odeiem. Eu gostei muito.
Fiquei foi é com vontade de ler o livro, do autor do Lourenço Mutarelli, este que aparece aí na capa e participa no filme também. A gente sai mesmo com a sensação do Cheiro do Ralo ! O personagem de Selton tenta distrair as pessoas, apontando o cheiro do ralo, até que um personagem diz: o cheiro do ralo é seu cheiro ! 

30 julho, 2009

Vigiai e Orai ! ( A Gripe H1N1)



por Milene Siqueira


É ligar a TV e ouvir sobre a Gripe Suína, Influenza A e agora mais citada por H1N1.
Eu, creio que como a maioria de vocês, tem recebido via e-mail sobre os cuidados para reforçar o sistema imunológico (como: beber muita água, fazer uma alimentação vegetariana, evitar leite – que produz muco, etc ). Ou seja, é simples : alimentação natural, tudo o que a mãe natureza nos dispõe, não esquecendo dos condimentos que são fortes antivirais e anti-oxidantes como orégano, tomilho, alho, cebola, cravo, canela, louro, alecrim, manjerona, açafrão, gengibre, etc.
A ferramenta alimentar é portanto base de sustentação imunológica para evitar não só a H1N1, como gripes em geral e outras infecções.

Alimentação boa = cabeça boa.
O cérebro, assim como nossos processos mentais, são governados pelas interações químicas que ocorrem dentro dele, uma nutrição equilibrada é fator chave para o bom funcionamento químico que nossa saúde mental necessita.

Mas o cérebro sabiamente colocado no topo dos corpos, é o comandante, e comanda através dos seus pensamentos. E aí a boa alimentação vai ajudar bastante, mas não basta quando você rende-se à preocupação, à pensamentos “não legais”, onde sentiremos “na alma” peso, aflição, depressão.
Mágoas, raiva, tristeza e medo são portas de entrada de doenças, pois o sistema imunológico numa cadeia de reações químicas pode ser afetado - principalmente se a nutrição não estiver equilibrada - em estado de stress e depressão, é requerido do organismo mais vitaminas, minerais e proteínas.

Já pensamentos simples e bons, conduzem a sentimentos de bem-estar, gratidão, fé, alegria e Proteção!

A minha dica é: cuide do seu Templo! Vigiai e Orai.

E chegamos aos aliados aromáticos :

Nas chamadas "pestes" que a humanidade enfrentou, os sacerdotes contavam com proteção extra – além da Divina, é claro ! - através dos seus turíbulos incensários contendo especiarias, resinas, óleos essenciais, eles literalmente oravam e vigiavam !

Todo OE é por natureza aromático, o que impede a proliferação de vírus que se propagam em ambientes fétidos. Portanto, quando o perfume de um OE está no ar, podemos contar com proteção no ar também!

E reforçando a dica, mas sem citar aqui novamente os grandes benefícios do OE de Tea Tree como forte bactericida, fungicida, antibiótico, antiviral, etc... para isso leia há a matéria completa sobre http://www.aromarte.com.br/teatree.htm) 

-Sentiu o primeiro indício de uma gripe ou processo infeccioso? Tea Tree em inalação direta – segurando um lenço com gotas de Tea Tree, ou mais facilmente estando com o Inspira – inale de 2 a 3 vezes ao dia – de 20 a 30 minutos a cada vez. Também pode se pingar 1 gota do OE nas máscaras cirúrgicas - quando o uso da máscara for necessário. Ou usar em colar aromático/difusor pessoal (www.aromarte.com.br/graal.htm)

-Nos ambientes, deve ser adicionado ao álcool a 3% (60 gotas para cada 100ml), pode ser usado como borrifador, ou pode ser misturado ao álcool gel, para assepsia das mãos. Pode também ser adicionado na mesma porcentagem a um sabonete neutro líquido.

Outros oes além do tea tree, especialmente antissépticos: canela, cravo, tomilho, eucalipto, citronela, lavanda, limão, capim-limão, cedro, alecrim, etc. Antivirais: eucalipto glóbulus, lavanda, palmarosa, canela, cravo, hortelã-pimenta, tomilho.

-Dica para alegria, afastando as neuras? Inale OEs cítricos como : Tangerina, Limão, Laranja ou Bergamota. Afaste a negatividade com Capim Limão. 

Todos os outros OEs podem ser usados no ambiente em borrifadores, difusores, pout-pourris, sachês. Única advertência para borrifação no ambiente é atenção ou diluição extra nos OE que devem ser evitados por gestantes, epilépticos e hipertensos.



*

29 julho, 2009

O cérebro come ?

É verdade: o cérebro também come, necessitando de uma alimentação equilibrada para funcionar corretamente. Com os nutrientes certos, pensamos mais depressa, temos melhor memória e concentração.

Quem não se lembra do famoso - mas detestado - óleo de fígado de bacalhau? Era dado às crianças, primeiro sob a forma de líquido, mais tarde de cápsulas. O seu sabor amargo tornou-o impopular e ainda hoje falar nele dá origem a um esgar de rejeição. Porém, havia uma boa razão, uma ótima razão para infligir tal "tormento" aos menores: é que o óleo de fígado de bacalhau é rico em substâncias essenciais para o correto desenvolvimento do cérebro. É o caso dos ácidos graxos, mas também das vitaminas do complexo B.

Hoje em dia já ninguém o toma, mas o cérebro continua a necessitar de ser alimentado. É que aquilo que comemos afeta diretamente o desempenho cerebral: está provado que os nutrientes adequados estimulam a inteligência, melhoram o humor, favorecem a estabilidade emocional, aguçam a memória, fortalecem a concentração e aguçam o raciocínio. Além de que contribuem para manter a mente jovem.

Uma questão de química
Pensar é um processo químico. O cérebro é constituído por 100 mil milhões de células - os neurônios - que comunicam umas com as outras através de alguns milhares de passagens - as sinapses. De um neurônio para o outro, a informação é transmitida por mensageiros especiais - os neurotransmissores.

Estes mensageiros são constituídos por aminoácidos, substâncias existentes nas proteínas. Para que os aminoácidos sejam transformados em neurotransmissores são necessários sais minerais e vitaminas.

São três os principais mensageiros do cérebro humano: a acetilcolina, a dopamina e a serotonina.

A acetilcolina estimula os neurônios, estando associada à capacidade de memória, mas também está envolvida nos movimentos voluntários dos músculos e na inibição comportamental. Entre os alimentos que a fornecem incluem-se a gema do ovo, os amendoins, a carne, o peixe, o queijo e vegetais como os brócolis e a couve-flor.

Já a dopamina está relacionada com o movimento, a atenção e a aprendizagem, bem como com a excitação emocional. Encontra-se nos alimentos ricos em proteínas.

Quanto à serotonina, tem implicações no humor, nas sensações de prazer e felicidade, bem como no sono e no apetite.

Gorduras são essenciais
Mais de 60 por cento do cérebro é composto por gordura. As células são protegidas por uma espécie de película isolante - a mielina - constituída por 75 por cento de gordura. Além disso, as gorduras funcionam como mensageiros, regulando o sistema imunitário, a circulação sanguínea, os processos inflamatórios, a memória e o humor.

E de todas as gorduras os ácidos graxos ômega 3 são essenciais ao desempenho do cérebro. A sua falta pode abrir caminho a depressão, perda de memória, dificuldades de aprendizagem, hiperatividade com déficit de atenção e outras disfunções do foro mental.

Destes ácidos, o DHA é produzido pelo organismo, mas está igualmente presente no leite materno e no peixe gordo (salmão, sardinha, bacalhau, entre outros). Importante é também o ALA, que, não existindo naturalmente no organismo, deve ser obtido através dos alimentos, sobretudo dos óleos vegetais (de girassol ou de soja, por exemplo).

O desenvolvimento cognitivo beneficia-se também de sais minerais como o sódio, o potássio e o cálcio (que facilitam a transmissão de mensagens e o raciocínio) e ainda o magnésio e o manganésio (que dão energia ao cérebro). O selênio e o zinco são também úteis, pois possuem efeito antioxidante, o mesmo acontecendo com as vitaminas A, C e E: são todos nutrientes que ajudam a prevenir o envelhecimento celular e contribuem para a vascularização do sistema nervoso.
Entre as vitaminas as do complexo B (sobretudo o ácido fólico), melhoram a comunicação entre as células e a performance cognitiva.

A saúde cerebral passa também pelo consumo de proteínas e hidratos de carbono. As proteínas são os nutrientes construtores, entrando na constituição de nervos, tecidos e órgãos, incluindo o coração e o cérebro.

São, além disso, usadas para fabricar os neurotransmissores, influenciando o desempenho mental. Já os hidratos de carbono interagem com a serotonina, com os seus efeitos a refletirem-se positivamente no humor e bem-estar. Frutas, vegetais e cereais são as melhores fontes deste nutriente.

Água e oxigênio também
É a água, enquanto principal constituinte do sangue (mais de 80 por cento), que transporta os nutrientes aos tecidos e elimina as toxinas do organismo. E, como qualquer outro órgão, o cérebro precisa ser hidratado para que todo o circuito de comunicação funcione adequadamente. Do grau de hidratação cerebral depende, por exemplo, o nível de alerta mental e concentração. Mais uma boa razão para beber os recomendados dois litros (oito copos) por dia.
Vital para as funções cognitivas é também o oxigênio. É a sua "fuga" do cérebro para o estômago que explica que nos sintamos moles após uma refeição mais abundante: nessa altura em que boa parte da circulação corporal é chamada a intervir na digestão, o normal é que a capacidade de alerta diminua.
Daí a recomendação de fazer pequenas refeições e de não transformar o jantar na principal refeição do dia.

Em tempo de exames
Uma alimentação equilibrada é essencial em todas as idades. Não apenas para a saúde física, mas também para a saúde mental e o desenvolvimento cognitivo. Memória, raciocínio e concentração são capacidades que beneficiam da ingestão dos nutrientes corretos.
Uma regra a ter em conta todo o ano, mas muito particularmente agora que se aproxima a época de exames: os estudantes são sujeitos a um esforço mental superior, pelo que, mais do que nunca, devem alimentar-se corretamente.
Ácidos graxos, vitaminas e sais minerais constituem um trio de ouro, complementado com as proteínas e os hidratos de carbono mais saudáveis.
E sem esquecer a água. O exercício também é importante para oxigenar o cérebro. Tal como dormir o suficiente.

Fonte : médicos de Portugal

24 julho, 2009

Reverenciando Formas de Vida

"Aproxima-vos reverentemente de todas as formas de vida. Na mais insignificante delas está escondida a chave da mais significativa.
Todas as formas de vida são significativas - sim, maravilhosas, transcedentais e inimitáveis. A vida não se ocupa de ninharias inúteis." - O Livro de Mirdad

22 julho, 2009

Mais Kontos ...



E tinha anjo - com direito a louro, negro e japonês !
Gnomos... os "Frugos"
Teve Moranguinho e Uvinha...
Bonequinhas de banho tomado... muitas !

06 julho, 2009

Respeito à vida

"Não comer carne é um gesto simbólico da minha vontade de viver em harmonia com a natureza. O homem precisa de um novo tipo de relação com a natureza, uma relação que seja de integração em vez de domínio, uma relação de pertencer a ela em vez de possuí-la. Não comer carne simboliza respeito à vida universal." (Pierre Weil, psicólogo)

03 julho, 2009

Por que a correria humana ?


"Além das almas que correm, gritam e devoram, será que existem almas que florescem calmamente, exalam sua fragrância e satisfazem sua sede com orvalho e seus impulsos pelo seu brotamento ?"
Gustav Flechner
.
..................





26 junho, 2009

Festas Instantâneas - Casa da Chris



A dica é visitar o Blog da Casa da Chris (vejam em Links Interessantes) ou por http://casadachris.uol.com.br/ e ver os vídeos fofézimos de dicas do Almanaque das Festas Instantâneas !! Aproveitem e se inspirem para reunir os amigos, e se bebidas e comidinhas puderem ser naturebas e com os temperinhos mágicos da mãe natureza, a vida agradece !!
Bacana assistir por lá também ao vídeo da Casa Cor 2009.

21 junho, 2009

Obstáculos - por que aparecem ?

Quando Decidimos Por Algo Necessariamente Aparecem Obstáculos


Repare que sempre que você se decide por algo um obstáculo se levanta. A resposta é que, na ausência do que você não é, o que você é não é. Esta frase aparece em mais de um livro do Neale Donald Walsch e sobre ela poderiam ser escritos vários artigos. Eu a repito agora no plural: na ausência do que não somos, o que somos não é.

Se você é alto, na ausência de pessoas baixas você não é alto. Se você é inteligente, na ausência de pessoas burras você não é inteligente. Você somente pode ser algo se houver o oposto para dar relatividade à situação. O ser sem oposição é o absoluto, ou seja, Deus.
Só se pode ter a ideia de bondade num mundo onde haja a maldade. A maldade dá existência à bondade. Quando você decide por ser algo é o obstáculo que dá existência a esse algo. Como você pode ser rico numa sociedade igualitária? O obstáculo vem como contraponto ao que realmente você quer. Uma pessoa só vai saber se quer verdadeiramente ser rica se um obstáculo se interpuser entre ela e a riqueza. A pessoa que não é energeticamente rica se rende ao obstáculo e a riqueza não se manifesta.

Você é o que valoriza, se você valorizar o obstáculo é ele que passa a ser você, se valorizamos a riqueza e não o obstáculo, a riqueza que passa a ser nossa. O obstáculo existe por dois motivos. Termos o parâmetro de escolha se queremos aquilo mesmo e dar validade a nossas escolhas.
Uma vida sem desafios é uma vida vazia. Nem todos concordaram com Gandhi e por isso ele foi assassinado. Nem todos concordaram com Jesus e daí a Crucificação. Quando todo mundo concorda com você veja que vai passar a viver num mundo irreal, sem diferenças e sem desafios. Todas as tentativas de planificar a economia fracassarão por isso, nenhum ser humano é igual, e quando se tira das pessoas os desafios elas morrem, ou andam pela vida sem objetivos, mortos internamente.
Agradeça todos os seus obstáculos por mais difíceis que sejam, são eles que verdadeiramente validam nossas vitórias.




por Marcelo Marinho
__



03 junho, 2009

Palestra do "Achado", Açúde...



Que frio !! Muito, muito frio !!!

Queria escrever, mas esse vento gelado entrando pelo friso da porta, me propõe que a vontade seja reduzida...

Então, acho que devo ser breve.........

Queria mencionar que fui há 2 semanas em uma palestra - na verdade a palestra em si não me trouxe novidades ou tenha me entusiasmado, mas teve um momento em que algo chamou minha atenção, para sobre meu pensamento. Ele fez algumas perguntas para que cada um respondesse a si, anotando em um papel e tb fez outras para serem ditas ali para todos. No que ele perguntou para mencionar ao papel, eu tinha pouco a colocar sobre intenções futuras, me veio à mente a sensação de que fazendo bem o agora, estou naturalmente tecendo meu futuro... td tranquilo.

Depois ele perguntou a algumas pessoas o que era a felicidade, uma disse que era a harmonia, outra a paz, e outra..... disse que era a busca, que era uma sensação parecida com viajar..., quando estamos planejando a viajem e nos sentindo felizes. Aí eu pensei : sei o que é a felicidade para mim, ela não é a busca e sim o encontro ! Sim, o encontro ! Não o encontro penoso e demorado, planejado, também pode ser, mas é o encontro, o significado íntimo de encontro, de estar pleno, de encontrar a maravilha de cada momento, seja no olhar da minha cachorra, no vento que toca agora minha pele e a sinto geladinha, seja neste teclado que aqui estou, esse encontrar. Mais significativo ainda quando encontramos alguém com uma alma danada de boa de se estar perto. De saciar a sede, a fome, esses encontros esperados !!

A felicidade para mim então... está definitivamente no: Encontro ! No simples, no nobre, no profano, no sagrado, desejado, achado ! Qualquer momento podemos atribuir valor !

...
Eu já comentei em postagens anteriores sobre o açúde em frente a casa da minha vó e minha "luta" com seus passarinhos engaiolados, estive lá nesse fim de semana, e eu me joguei como sempre lá no tapetinho verde do lado do açúde, meu Deus... que cheiro delicioso de açude era aquele, que cheiro inebriante de grama.... , que textura de terra que ondulava meu corpo...e de quebra um sol quentinho.... meu Deus... que tudo !!
Segue aqui uma foto desse açude lá no alto. O "meu" tapetinho verde , fica do outro lado, a folha de babaneira escondeu !!
Ai... por hj é isso, que meus dedinhos estão congelandinhos !
Vou ver se consigo tempo de postar dicas Aromaterápicas para o dia dos namorados !! Se não fica pra 2010 !!!!

14 maio, 2009

Fechando a porta dos sentidos

"Fecho agora a porta dos sentidos; retiro toda a atenção do mundo. Viro-me para dentro, para o Único, o Belo e o Bom; aqui, habito com meu Pai, além do tempo e espaço; aqui, vivo à sombra do Todo-Poderoso. Estou livre de todo medo, do veredito do mundo e da aparência das coisas.
Sinto agora a sua Presença, que é o meu sentimento da prece atendida ou a presença do meu Bem."
Joseph Murphy

05 maio, 2009

Nossa histeria de cada dia !

Folha de São Paulo - 05/05/2009*JOÃO PEREIRA COUTINHO
O triunfo dos porcos<http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq0505200922.htm>*

Fantasiamos há muito tempo a nossa própria destruição coletiva; nossa histeria é incurável.

DESISTI DE fazer terapia no dia em que comecei a sentir-me culpado por não me sentir culpado. O analista esperava confissões pungentes sobre horrores vários e infantis. Nada tinha para lhe dizer. E essa ausência de esqueletos no armário começou a alimentar uma angústia sem nome. Eu era um caso dramático de ansiedade por falta de ansiedade. Ainda sou. E assim se entende o meu estado de espírito sempre que o ano avança e não existe nenhum apocalipse pronto para exterminar a raça humana.

Os meses passavam: janeiro, fevereiro, março. E as autoridades mundiais não lançavam gritos lancinantes sobre uma doença, uma anomalia técnica, um vírus descontrolado e mortal. Nem sequer um espirro! Sei do que falo. Vocês, leitores, também. Nos últimos dez, 15 anos, praticamente não tivemos sossego.
Basta consultar "Scared to Death", um livro notável que ChristopherBooker e Richard North publicaram recentemente no Reino Unido. Antes mesmo do século 21 começar, os perigos estavam nas vacas e na carne delas. A doença tinha nome divertido ("doença da vaca louca") e consequências menos divertidas: uma doença neurológica degenerativa e incurável que prometia condenar meio milhão de seres humanos a uma morte precoce e terrível.
Lembro-me bem: imagens de vacas trémulas, a dançar o twist; a matança de milhares delas, com ou sem sintomas; e os criadores de gado arruinados. Muitos optaram pelo suicídio. Pobrezinhos. Ainda hoje está por provar que a encefalopatia espongiforme bovina seja a causa da doença de Creutzfeldt-Jacob nos seres humanos.Veio o milênio. E, com o milênio, vieram novos perigos. Não de origem animal. Mas humana. Ou, se preferirem, tecnológica.
Na virada de 1999 para 2000, um "bug" informático iria paralisar as cidades, os transportes, o sistema bancário e financeiro. Aviões cairiam do céu. Milhões de doentes não resistiriam à paragem das máquinas. Os países mais desenvolvidos gastaram US$ 300 bilhões de dólares (estimativa conservadora) para evitarem o colapso. Quando a meia-noite soou, o mundo, inexplicavelmente, continuou. Suspirou-se de alívio. Ou de desilusão?
Os suspiros duraram pouco tempo. Se a humanidade resistira ao "bug" informático, não iria sobreviver à "gripe das aves". A Organização Mundial de Saúde garantia que 7 milhões de pessoas estavam condenadas. As Nações Unidas, não contentes com 7 milhões, falavam já em 150 milhões. Especialistas vários preferiam dizer 350 milhões.
Moral da história?Morreram 200 pessoas, sobretudo na Ásia rural, onde a pobreza e a desnutrição não ajudam. Morreram incomparavelmente menos pessoas do que as vítimas normais que a gripe normal provoca todos os anos, em todos os países do mundo.
Eis a verdade: andamos há muito tempo a fantasiar a nossa própria destruição coletiva. São as vacas. As aves. O "bug" informático. A pneumonia atípica. A catástrofe ecológica e climatérica que nos espera. Ou, para sermos mais atuais, uma gripe de origem suína e mexicana que, nas palavras de Margaret Chan, diretora-geral da Organização Mundial de Saúde, coloca toda a humanidade em risco.
Que essa "gripe suína" esteja sobretudo confinada ao México, pouco importa. Que as vítimas do México sejam praticamente insignificantes quando comparadas com as vítimas regulares de gripe regular, também não. E que os infectados fora do México estejam a responder aos medicamentos disponíveis, muito menos. A realidade dos fatos não altera a nossa histeria. E não altera porque a nossa histeria é profunda e incurável.
Hoje, vivemos mais. Hoje, vivemos melhor. Mas apesar disso, ou sobretudo por causa disso, entramos em pânico sempre que a morte, ou mesmo a mera possibilidade da morte, ameaça o nosso único deus: o corpo, o nosso corpo, e a "Religião da Saúde" que substituiu todas as outras teologias tradicionais. Tememos a nossa destruição física.
Mas, como em qualquer temor, recriamos e até desejamos essa mesma destruição, como se isso redimisse a radical solidão dos homens de hoje. Tão modernos que somos. E tão entediados que nos sentimos. Um conselho: nada nesta vida se faz sem perseverança. Quem sabe? Se desejarmos muito que algo aconteça, talvez um dia alguém lá cima se lembre de responder às nossas preces. mailto:preces.*jpcoutinho@folha.com.br*
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...