27 dezembro, 2010

O Suficiente

"Todos os objetos do mundo estão ao nosso dispor, mas nem todos os objetos são necessários. Por isso, a importância de compreendermos a diferença entre necessidade e desejo. Desejar e se esquecer do necessário é um grande problema nos dias de hoje. As pessoas acumulam lixo, transgridem as leis da natureza porque não sabem preencher seus vazios existenciais. Ser preenchido com o insignificante é viver numa constante ilusão"  --- Pedro Paulo Monteiro

Vira e mexe, sempre penso no que me é Suficiente. Tenho a sensação de que já nasci assim, mas também aprendi muito observando meus pais. A referência do Suficiente está sempre próxima, no que compro, como, vivo, falo, etc... Tento viver dentro do Suficiente. Sempre que tem coisa demais no armário, não penso em ampliá-lo e sim checar lá dentro o que passou do Suficiente, abro espaços e dá um sensação de alívio gratificante.

Sim, tô começando a palavra Suficiente em maiúscula, palavra bonita !
Confesso que comer é o mais complicado em certas fases, em que me dou algum direito de passar do Suficiente... Também tem atos, falas, que dão a sensação de que não chegaram ao Suficiente... e isso é um pouco esquisito. Bem, esquisito porque na verdade é questão de observar, pois se algo está aquém do Suficiente, suprimos isso de alguma maneira... e vamos equilibrando sem analisar em dar energia para suprir o que é necessário, mas suprimos a falta do que nos seja Suficiente. Meio chiclete pode lhe ser o Suficiente, enquanto o meu pode ser de 2 chicletes de uma vez... Mas a medida do Suficiente não é tão desigual como parece, mas sim a maneira como preenchemos essas lacunas é que são.......

Caminhos


O perfume, o silêncio, a sombra... Os ninhos
Emudecem... E temos, sonhadores,
A humildade das ervas nos caminhos
E uma inocência de anjos entre as flores.

Olavo Bilac


16 dezembro, 2010

O Caminho dos Magos

A história dos Reis Magos ao encontro do Rei dos reis é linda e significativa.

Na Bíblia não há referência de que eram os Magos, reis. É provável que não, mas sim que eram sábios e conhecedores da arte da Astrologia. Quantos eram também não é citado, mas a referência a três deu-se muito em função das oferendas. Desse ato dos Magos, originou-se dar presentes no Natal. 
O encontro é todo muito simbólico: sabem da profecia, observam o céu noturno e seguem o sinal /a estrela, onde sob a mesma estaria o Rei nascido. Ao encontrarem o menino Jesus, abrem seus "cofres" e ofertam de acordo com os símbolos usados na época :
  • Ouro - realeza, pureza, presente aos reis.
  • Olíbano - ligação com a divindade, presente aos sacerdotes.
  • Mirra - superação aos sofrimentos/amarguras (aspecto da humanidade), presente aos profetas.
Portanto, para encontrar, homenagear e adorar - o que significa render bençãos e se colocar em profundo estado de entrega - por isso temos o hábito físico de ajoelhar (deixar-se cair), abaixar a cabeça, ou seja, nossa coroa que imaginariamente horizontaliza e se põe a servir - siga a qualquer momento os passos dos Magos:
  • Contemple - olhe, não pense, observe. Contemple o "Céu"... observe a essência de tudo.
  • Oriente-se pela luz - siga o sinal do coração, dos sentimentos, da luz maior que desponta em meio a escuridão.
  • Ame - abra o "cofre", o coração; e renda homenagem: 
  • Ofereça - estenda seus melhores tesouros:  realeza, pureza, divindade, superação, essência, acolhimento/amor.
E que ao exemplo deste caminho, tenham a magia de sempre a cada dia, estarem presentes no Nascer !
Abraços essenciais a clientes, seguidores deste blog e amigos.


***

15 dezembro, 2010

Simon's Cat

Esses gatinhos !
Quem tem vai reconhecer e dar muita risada, e ver que eles só mudam é mesmo de endereço !
Aproveite para ver outros vídeos do gato do Simon - o Cat Men Do e o Let Me In, tb são ótimos.

Vazio e Pleno



Mas o vazio tem o valor e a semelhança do pleno. Um meio de obter é não procurar, um meio de ter é o de não pedir e somente acreditar que o silêncio que eu creio em mim é a resposta a meu - a meu mistério.

Clarice Lispector



11 dezembro, 2010

A História dos Cosméticos

Esse vídeo é um alerta sobre o quanto estamos nos contaminando na era "moderna". Já vi pais permitindo crianças pintarem as unhas, passar batom e até pintarem os cabelos ou os submeterem à química ! Acredito que seja desinformação, mas depois desse vídeo........Serve para alertar e repensar escolhas.

Difícil ser 100% , mas vamos ter cautela nas escolhas, priorizar escolhas naturais e sua preservação, e sobretudo buscar informação. Leiam os rótulos e cautela com os óleos minerais. Além da nossa própria contaminação, tudo vai para o ralo e dá sequência... e a indústria de cosméticos só cresce ! 

Disconnect to connect

10 dezembro, 2010

Natureza

Ao caminhar ou descansar em meio à natureza, respeite esse reino deixando-se estar totalmente nele. Pare e fique em silêncio. Olhe. Ouça. Veja como cada planta e cada animal são completos em si mesmos. Ao contrário dos seres humanos, eles não se dividem. Não precisam afirmar-se criando imagens de si mesmos, e por isso não precisam se preocupar em proteger e realçar essas imagens. O esquilo é ele mesmo. A rosa é ela mesma.


Tudo na natureza é um e, ao mesmo tempo, é um com o todo. Nenhum elemento se afastou do todo em busca de uma existência separada: "eu" e o resto do universo.


Contemplar a natureza pode libertar você desse "eu", que é o grande causador de problemas.


Preste atenção nos inúmeros pequenos sons da natureza: o farfalhar das folhas ao vento, os pingos da chuva, o zumbido de um inseto, o primeiro trinar de um pássaro no alvorecer. Dedique-se inteiramente ao ato de ouvir. Para além dos sons existe algo maior: um sentido de sagrado que não pode ser entendido através do pensamento.
Eckhart Tolle

06 dezembro, 2010

Cheiro de Natal


Natal chegando, e os aromas dessa época marcam nossa memória, sentenciando nosso sentimento em ondas que evocam imagens e sensações... 

"O olfato é um sentido que assimila o silêncio. Ele capta a situação e a incorpora sem palavras, parecendo intuição. Por isso, o Natal se configurou de modo especial para mim. O cheiro característico da época toma os meus pulmões e me direciona imediatamente a um espaço sagrado, um refúgio que proporciona a renovação de minhas esperanças. Sou fortalecido pelo cheiro que se transforma em oração. Sou envolvido por nuvens voláteis que confirmam a minha passagem pela vida" 

(por Pedro Paulo Monteiro em O Cheiro de Natal no livro A Mente e o Significado da Vida.)

03 dezembro, 2010

Trechos aromáticos

"Em toda a história, as sociedades de diferentes culturas utilizaram as plantas para fins terapêuticos. A Aromaterapia, por exemplo, se fundamenta nos princípios ativos dos óleos essenciais para tratar as pessoas. Ela deflagra emoções liberando tensões musculares antigas. Sabemos que o medo e o sofrimento são sentidos quando somos ameaçados. A emoção reprimida é memorizada pelos músculos impedindo a pessoa de agir livremente. A Aromaterapia é um método que promove o bem-estar, restaurando a saúde. Por meio dela, é possível auxiliar as pessoas a seguirem em frente, que se sentem impedidas por seus cordões de isolamento."
.
.
"O olfato é um sentimento ligado aos nossos sentimentos, aos nossos pontos de vista"
.
.
"O olfato é um sentido que assimila em silêncio. Ele capta a situação e a incorpora sem palavras, parecendo intuição"
.
.
"Sou fortalecido pelo cheiro que se transforma em oração. Sou envolvido por nuvens voláteis que confirmam a minha passagem pela vida"
.
.
Trechos do livro A Mente - e o Significado da Vida,  de Pedro Paulo Monteiro (ed. Gutenberg)

01 dezembro, 2010

Esperança cansa !

Quem espera, algumas vezes alcança, mas sempre cansa !
A gente vive carregando algumas esperanças ou sonhos, que se mesclam a desejos. Aliás, esperanças me parecem muito mais distantes, bem mais espaçosas... que desejos em si...
Esperanças são esperadas quase que todo dia, ou à sombra quando dão, sem muito motivo, inicio a crises, grandes frustrações e dores - que às vezes é só o peso dos personagens, coisas, reconhecimentos e afetos esperados, somado ao cansaço da espera. Não percebemos isso, porque a frustração da espera é muito mais sutil, é só uma gota e quase imperceptível no dia-a-dia, além do que Esperança é uma palavra tão bonita, e seu sentido parece tão comum, tão normal, tão inocente...

Mikhail Naimy em O Livro de Mirdad, aconselhou: "Não deis o coração em casamento à esperança". Em outro trecho consta : "O que demora a vir não merece ser esperado. Deixai que o demorado espere".
Tem que destrinchar para entender e, destrinchar a si próprio para assimilar. 
Veja só, a gente se acostuma a alimentar a esperança ! 
Afinal de alguma forma existe a recíproca que em alimentar, somos também alimentados.Verdade. Mas somos nutridos ? Que alimento é esse que damos e dele nos introjetamos ? O segredo para romper com este e outros vícios pode estar nessas respostas.
Viver na esperança é também viver de ansiedade, pois vive-se de futuro, um tempo sem tempo, já que nele não estamos. Como para se fazer pensar versou Guimarães Rosa : "a vida está toda no futuro"!

Mas a gente espera o que certo é ? Não. Porque na certeza e na confiança estamos não fora, mas dentro colocados e inteiros, e por isso não se espera pelo que já se tem ! ". E paradoxalmente... Ao que tem lhe será dado... (Mt 25).
Você espera estar num cômodo de parede e teto branco, se você já está nele ?

.  
"O que vier a vós é vosso. O que demora a vir não merece ser esperado. Deixai que o demorado espere". Inverta a situação, que "o demorado espere". Deixai que as ilusões contidas na esperança, esperem. Liberte-se, rendendo-se das esperanças. 


26 novembro, 2010

Sutil

As essências (óleos essenciais) são como o sangue de uma pessoa.
Não são a planta total, mas substâncias orgânicas totais em si mesmas.
Como o sangue, morrerão (perderão sua força vital) se não forem preservadas apropriadamente. Como o sangue, incorporam as características do corpo (planta) da qual vieram. 
São como a personalidade, ou espírito, da planta. A essência é a parte mais etérea e sutil da planta, e sua ação terapêutica se dá num nível mais elevado, mais sutil que o da planta orgânica inteira ou seu extrato, tendo, em geral, um efeito muito mais pronunciado sobre a mente e as emoções do que a medicina herbática.

Robert Tisserand em A Arte da Aromaterapia





*

25 novembro, 2010

Quando estamos presentes neste momento,
interrompemos a continuidade da nossa história,
do passado e do futuro.
Então, a inteligência se manifesta. E o amor também.
O único modo pelo qual esse sentimento pode 
se revelar na nossa vida é por meio dessa 
espaciosidade interior, que é a presença.
O amor não tem forma.
(Eckhart Tolle)




....)*(....

24 novembro, 2010

Em quieto... tudo acontece


Quieto; muito quieto é que a gente chama o amor :
como em quieto as coisas chamam a gente.

(Guimarães Rosa - Grande Sertão : Veredas)
__

Essa imagem e post é do Blog Sonhos e Estrelas, um blog que conheci há algum tempo e me coloquei de seguidora, mas só hoje vi que por algum erro, não estava recebendo os posts e havia me esquecido dele. Mas como a frase acima, em quieto hoje ele me chamou...
É um blog encantador... com imagens e frases tão bem selecionadas e tão delicadas... tipo bálsamo.

22 novembro, 2010

PODER



Ontem participei da terceira dinâmica deste ano, dirigida pela Teresa Reginato. Todas trouxeram descobertas, ampliaram a comunicação, dinamizaram algo. Algumas mudanças percebi no ato, outras mais tarde. Sempre reverberam.

Ontem o tema foi Poder, e a Teresa explorou nossos 7 principais poderes, foi bom observar e refletir sobre os poderes assim separadamente, e perceber como a resistência de se apropriar de um dos nossos poderes irá influenciar em outros e na dinâmica da vida.


Aliás foi num desses encontros que comecei a me tornar consciente desse termo : apropriação ! Enquanto não o fazemos, é como quem não entra na sua própria casa, no seu templo, e fica à mercê do tempo, e geralmente basta um passo.


Hoje me dei conta de uma coisa interessante, faz algum tempo que não venho com falatório mental após uma reunião como a de ontem. Sabe quando ouvimos e falamos e a mente chega em casa num falatório incessante ? Nossa, eu tinha muito isso, agora percebo que era pura inserção emocional. E de um tempo para cá, e hoje especialmente me dei conta disso, que minha mente fica muito silenciosa, centrada, tranquila.

Também tenho pensado há dias sobre meus desejos, ou melhor, na ausência deles. O mundo nos cobra desejos, ouvimos frequentemente que são os desejos que dão sentido a existência. Puxa, e ando cada vez com menos desejos, e aí que surpresa, pois isso não é de forma alguma desconfortável, mas muito pelo contrário. Hoje achei um texto do Osho que ilustra bem o que ando sentindo, e o que me deixa menos "estranha" para comigo " o contentamento acontece quando todos os desejos tiverem sido abandonados. É com a ausência de desejos que o contentamento surge dentro de você. – na ausência. Na verdade, a própria falta de desejos é contentamento, é preenchimento, é gozo, é florescimento". 

E até ontem eu achava que meu poder realizador estava vinculado ao meu desejo. Mas talvez não, o que chamava de desejo, também não é desejo. Pois só realizamos quando nos apropriamos, dos nossos talentos, da nossa luz. No desejo tem distância. A apropriação É. Quando realizo não é um desejo e sim uma apropriação.

Posso me permitir desejar, mas melhor ainda é que eu possa me permitir a apropriar-me dos meus poderes. E termino aqui, com o texto ontem lido no inicio e no fim da dinâmica, pela doce voz da Teresa - de Nelson Mandela :

"Nosso medo mais profundo não é o de sermos inadequados.
Nosso medo mais profundo é que somos poderosos além de qualquer medida.
É a nossa Luz, e não nossas trevas, o que nos apavora.
Nós nos perguntamos: Quem sou eu para ser brilhante, maravilhoso, talentoso, fabuloso?
Na realidade, quem é você para não ser?
Você é filho do Universo. Se fazer de pequeno não ajuda o mundo.
Não há iluminação em se encolher, para que os outros não se sintam inseguros quando estão perto de você.
Nascemos para manifestar a glória do Universo que está dentro de nós.
Ela não está apenas em um de nós, mas em todos nós.
E conforme deixamos a nossa Luz brilhar, damos inconcientemente permissão para os outros fazerem o mesmo.
E conforme nos libertamos do nosso medo, nossa presença automaticamente libera os outros. "

21 novembro, 2010

Shopping = Catedrais ! ? !

Hoje recebi um e-mail sobre valores sociais que citava algumas coisas, uma era a crítica às crianças de hoje que não brincam mais. Bom, talvez elas brinquem de forma diferente..., tenho um certo receio, como o autor, dessa perda lúdica, do tempo ócio de ser criança, mas ainda creio na máxima de que tudo só mude de forma... tanto é que minha crença também se constatava no mesmo e-mail onde terminava comparando Shopping Center à Igrejas Medievais :

"Há uma lógica religiosa no consumismo pós-moderno. Na Idade Média, as cidades adquiriam status construindo uma catedral; hoje, no Brasil, constrói-se um shopping center. É curioso: a maioria dos shoppings centers tem linhas arquitetônicas de catedrais estilizadas; neles não se pode ir de qualquer maneira, é preciso vestir roupa de missa de domingo. E ali dentro sente-se uma sensação paradisíaca: não há mendigos, crianças de rua, sujeira pelas calçadas....
Entra-se naqueles claustros ao som do gregoriano pós-moderno, aquela musiquinha de esperar dentista. Observam-se os vários nichos, todas aquelas capelas com os veneráveis objetos de consumo, acolitados por belas sacerdotisas. Quem pode comprar à vista, sente-se no reino dos céus. Se deve passar cheque pré-datado, pagar a crédito, entrar no cheque especial, sente-se no purgatório. Mas se não pode comprar, certamente vai se sentir no inferno... Felizmente, terminam todos na eucaristia pós-moderna, irmanados na mesma mesa, com o mesmo suco e o mesmo hambúrguer do McDonald..."

Faz sentido.... Tá vendo, é só questão de ótica e de adaptação ;-)))
É, a forma parece ter mudado de lugar, mas há o que refletir tanto ao que eram e se destinavam, quanto ao que hoje são e a que se destinam...

16 novembro, 2010

"A racionalização é um grande obstáculo porque justifica a criação e a manutenção de ilusões que distorcem a percepção "
Deborah Eidson

13 novembro, 2010

Tolhimento Mental

"O tolhimento mental é a causa de muitos males, e ele ocorre quando a pessoa fica com a mente presa a uma ideia fixa e julga tudo com sua própria medida" - Masaharu Taniguchi

De vez em sempre penso nisso, bem no que a frase acima diz. É muito comum observar pessoas que se apegam a uma ideia fixa e conduzem suas vidas. Não estão no centro neutro, que pode ver cada coisa com medida diferente à sua. O tolhimento mental não é só das grandes idéias fixas, mas é muito mais comum e sutil. Está sempre onde está o julgamento. Observe. Contemple. Saia da medida.

09 novembro, 2010

Máscara com oes


Achei uma receita de "Máscara da Juventude" com oes, que é interessante:

Misture:
- 2 colheres (sopa) de mel
- 2 colheres (sopa) de creme de leite
- 2 gotas de gerânio
- 3 gotas de vetiver e
- 2 gotas de tea tree.
Permaneça 15 minutos, enxague com água com sumo de limão (faça à noite!). 
Aplique 1x por semana.
Achei a quantidade exagerada, como deve ser preparada na hora do uso, sugiro dividir a receita e acrescentar só 1 gota de vetiver. Se usar a quantidade indicada, aproveite para aplicar também no pescoço e colo.

Deve nutrir, hidratar, dar brilho, maciez e melhorar a elasticidade.

Quem usar, me conte, ok !

Fonte da receita : http://www.webzinemaker.com

01 novembro, 2010

TV pela Internet ?

Eu ouço rádio online quase o dia todo, mas TV... juro que não tinha pensado nisso até esses dias..., quando resolvi vasculhar se isto era possível ou ainda algo futurista. E não é que é algo acontecendo ?
Bem verdade que nem td funciona tão bem e os sites são poluidéziiiimos visualmente, menos mal é o Tevezona. Mas a grata surpresa foi ver a TV Brasil já em seu site com sua web tv online e perfeita !!!!!!!! Era exatamente o programa que buscava assistir. Puxa, adoro o Sem Censura desde sempre, e raramente conseguia ver os programas, pois só consigo ver em casa na TV que tem parabólica. Que tudo essa Internet !


Segue o link da TVBrasil :
http://www.tvbrasil.org.br/webtv/

27 outubro, 2010

Post, eleição...

Demorou, mas consegui postar sobre O Perfume ! Foi o primeiro filme que comentei de leve aqui no blog,  na sessão pipoca, mas sabia que merecia uma atenção toda especial para detalhá-lo melhor, exclui o comentário antigo (que na verdade eu pouco dizia, estava eu era maravilhada ! rs ) e este que postei hoje é bem melhor.
Em 2008, cheguei a me reunir com amigas que já haviam assistido o filme sem terem compreendido, e foi ótimo pois o olhar delas sobre o filme mudou. Não há dúvida nenhuma que o livro é a excelência, mas gostei do filme também, ajuda a complementar as imagens mentais, algumas explicações visíveis como da destilação, da atuação dos atores, e além de imagem tem a bela música !!!
Eu sabia que para escrever sobre O Perfume, ia ter que me dedicar e rever algumas cenas e trechos do livro, o que fiz nessa última semana. E gostei do resultado que cheguei ao escrever, e acho que ainda há mais conteúdo que não mencionei e que futuramente posso vir a escrever mais. 


Mudando de assunto... Fim de semana com votação e feriado à vista. Clima tenso... dias das bruxas e finados.
A votação é importante, mas mais importante ainda é que possamos, independente de quem ganhar a direção desse país, acreditar que a escolha foi a melhor, seja o presidente ou a presidenta. Não é nada fácil dirigir um país... vamos colaborar com nossas opiniões, mas que façamos além da crítica. Vamos fazer sempre a nossa parte, e contribuir ao menos com nossa melhor energia, bem intencionada aos governantes deste país.

O Perfume




Texto transferido para o site, acesse:
www.aromarte.com.br/operfume.htm



A cena que escolhi é a do encontro com Laure. Pela interpretação de Ben Whishaw, pela fotografia, e sobretudo pela música que substitui a transmissão do aroma, e o faz maravilhosamente.







*

18 outubro, 2010

Garden State/ Hora de Voltar (Filme)



Um filme que diz : viver às vezes dói, e tudo bem também - melhor que a apatia.
O personagem faz sua alquimia, a partir de encontros e reencontros de afeto. 
Traz uma certa leveza e docilidade... para temas tão complicados.

Sintoma = Juntando pedaços

por Pedro Paulo Monteiro (www.pedronotempo.blogspot.com)
.
O que é um sintoma? A etimologia da palavra “sintoma” vem do grego, que quer dizer juntar os pedaços: sin(juntar) tomo(pedaço). Juntar as peças de várias sinalizações orgânicas ou psíquicas, assim como num quebra-cabeças. Isso é o que eu faço no meu dia-a-dia terapêutico. 

Seria bem mais fácil se a linguagem de nosso organismo fosse linear – como eu aprendi na faculdade – Ou seja, baseado em causa e efeito, antes e depois. O tempo correndo numa direção determinada. Mas não é bem assim.

Quando pensamos num sintoma, naquilo que nos faz mal, pensamos o que o causou (passado). A linearidade tem como condição prévia a noção de tempo. Por exemplo: “Eu estou enjoado porque comi algo que me fez mal”. Simples demais. Nem sempre podemos pensar num sintoma como algo que nos provocou (passado) o mal-estar. Temos de pensar de outra maneira: “Eu não me sinto bem, então procuro algo para comer que me fará mal para justificar o meu estado”. Quantas vezes ficamos com raiva e descontamos na comida? 

É mais fácil pensar que algo externo nos provocou algo. Aprendemos isso pela física newtoniana, não é mesmo? “A cada ação corresponde uma reação igual e oposta”. 

Seria mais verdadeiro, mais honesto com nós mesmos se soubéssemos que nada está fora. Somos nós os nossos próprios construtores. 

O tempo não é partimentalizado, uma coisa depois da outra (ideia de sequência). O tempo é criação de nossa consciência lógica. O nosso modo de pensar foi produzido a partir dessa noção, mas não quer dizer que as coisas sejam assim. 

Ontem foi solucionado um sintoma de um paciente que há três semanas estava a incomodá-lo. Ele apresentava uma dor no ombro esquerdo (aspecto feminino), e não conseguia compreender a relação entre o ombro e o feminino. Na última semana, eu disse para ele ficar atento a qualquer figura feminina que porventura pudesse entrar em contato com ele. Então, ele abriu as portas da percepção, e naquela mesma noite recebeu a visita de uma mulher, que não o via há vinte anos. Ele tinha sido o seu primeiro amante, e não conseguia deixar de se culpar por abandoná-lo sem justificativas. Ela surgiu para justificar a sua partida. Ele a perdoou e o sintoma desapareceu por completo. 

Pode parecer estranho, mas estamos interligados por campos morfogenéticos, como Rupert Sheldrake menciona em seus trabalhos. Campos estes que nos unem e nos fazem. 

Nunca devemos deixar nada para trás. Aquilo que não resolvemos, acaba por nos cobrar uma atitude, mesmo que seja muito tempo depois. São sintomas que se revelam para nos mostrar um caminho mais justo. 

Quando resolvemos um emaranhamento relacional nos libertamos para seguir em frente.

16 outubro, 2010

Filhos do Paraíso - Filme



Quando aluguei esse filme, a atendente da locadora o colocou ao lado da bochecha e disse : 
- Esse filme é tãoooo lindoo.....
Depois, vi um comentário assim: que filme bobo, sem pé nem cabeça...

Esse filme é curioso, pois o final pode ser decepcionante para quem não se encantar com processos... nem se ater aos detalhes. É um filme que pode ser "concluído" de duas maneiras:

A) Pelo mesmo olhar da criança, que só lhe é possível ver seu pequeno universo, ou:
B) Observar o olhar restrito do mundo dos pequenos, mas se encantar em ver toda a sincronicidade que vai favorecendo às crianças, mas que não possuem a compreensão desta grandeza, pois que são crianças! E sutilmente nos conta das facilidades do fluxo x luta (desnecessária). 
O vilão do filme é a própria inocência, com o pano de fundo da pobreza, mas QUANTO eles são enriquecidos pelas mesmas circunstâncias!

Mais curioso ainda é ver adultos assistirem ao filme sem entenderem, pois que também o viram pelo mesmo pequeno universo do olhar infantil, ou da luta, ou da recompensa exata-imediata.

Independe de tais compreensões, o filme é uma graça. Além de um ritmo gostoso, nada monótono, ficamos torcendo pelo sapato e pelas crianças, e que em nenhum momento também deixa de ser a torcida pela nossa própria criança interior! 

Agora, achar mesmo que valeu você assistir a este filme, vai depender de um bocadinho a mais de observação ou quem sabe, alguma maturidade!




*


14 outubro, 2010

Crianças - Pedidos Fundamentais

Esse texto é ótimo - lembrei de mim quando pequena, do quanto eu testava meus pais, aí viramos adulto e nos esquecemos... -  essa mensagem vêm a calhar com o mês dos pequeninos, os brinquedos fazem parte, mas esses pedidos abaixo são fundamentais :

O Pedido de uma Criança a seus Pais

Não tenham medo de serem firmes comigo.
Prefiro assim.
Isto faz com que eu me sinta mais seguro.

Não deixem que eu adquira maus hábitos.
Dependo de vocês para saber o que é certo ou errado.

Não me estraguem. Sei que não devo ter tudo o que eu peço.
Só estou experimentando vocês.

Não me apresentem um Deus carrancudo e vingativo.
Isso me afastaria dEle.

Não se mostrem para mim como pessoas infalíveis.
Ficarei extremamente chocado quando descobrir um erro em vocês.

Não vivam me apontando os defeitos das pessoas que me cercam.
Isso irá criar em mim, mais cedo ou mais tarde, o espírito da intolerância.

Não tenham vergonha de dizer que me amam.
Eu necessito desse carinho e amor para poder transmiti-lo à vocês e aos outros.

Não desistam jamais de me ensinarem o bem, mesmo quando eu parecer não estar aprendendo.
Insistam através do exemplo e, no futuro, vocês verão em mim, o fruto daquilo que plantaram.

Fonte : Seicho-no-ie.

Noivas - Filme - Olhares



Filme grego de Pantelis Voulgaris com produção de Martin Scorsese - Noivas é um filme obra de arte, delicado. Com uma personagem forte. Nesse nenhuma ref. ao olfato ou aromas. Esse é um filme que sutilmente explora o olhar, tanto da mescla dos personagens que os traduzem em olhares fortes, doces, apaixonados, medrosos, astutos, tristes... quanto da bela fotografia ! Fica de dica.

12 outubro, 2010

O Livro de Eli - Olfato !



Olhando pela capa e até pelo trailler acima, este é daqueles filmes que eu jamais pensaria em locar, só tendo sido recomendado (e por pessoa de alta confiança ! rs).
Mas é um filme bom d+, e assim como Avatar e outros nos dá uma visão profética nada animadora. Mas opa, espero que ainda tenhamos a possibilidade de mudar e manter o planetinha, e sim depende da ação de cada um !
Faz uma reflexão de como aquilo que é mais sagrado, também pela lei da polaridade é profana - em mentes astutas e fracas.
Denzel Washington empresta uma dignidade simplesmente Perfeita ao personagem ! Está lindo !
Bom, mas tanto em Avatar, como em O Livro de Eli - há referência ao sentido olfativo aguçadíssimo. No O Livro de Eli isto é REALMENTE referência.
No mais... assistam ao filme, tem surpresa ! E assistam sem nem perguntarem o quê para não estragar - mas prestem atenção desde o ínicio...

08 outubro, 2010

Pausa



"Você sabe na cabeça, mas você não sabe no coração. Existe uma extraordinária distância da cabeça para o coração: uma distância de dez, vinte, trinta anos ou toda uma encarnação. Você pode saber algo na cabeça por quarenta anos e isto pode nunca ter tocado o seu coração. Somente quando você souber isto no seu coração você ficará realmente consciente disto." - Carl G.Jung
.



Uma amiga me respondeu a mensagem acima, dizendo que uma professora sempre lhe dizia que, as mudanças verdadeiras ocorriam quando conseguíamos dar um laço entre cabeça e coração. Retribui o comentário e acabei me inspirando ao escrever mais ou menos isso :
.
"É, como Jung disse pode levar uma vidinha... O que sua professora disse tem bem sentido. Para algo acontecer é preciso 2 pólos - como neg. e pos. na energia elétrica, como óvulo e espermatozóide que dão origem a uma vida, como uma semente precisa da terra (ou de um meio) e recebe água para brotar e então tb... como cabeça e coração. O que talvez esqueçamos é que em todos os casos, há uma ordem... é o mesmo que sempre por natureza dá, enquanto o outro sempre por natureza recebe, e depois retribui em criação !
No caso da cabeça, esta precisa pausar a conversa mental, se colocar no Eterno Agora, para que possa ouvir/receber as instruções do coração ! Disso nasce o sentimento, que comanda ações legítimas."
 .
Bom, não é preciso ir longe, para perceber que há séculos estamos invertendo a ordem natural das coisas...  

10 Razões para o uso de Óleos Essenciais

Procurando por outra coisa, achei um artigo sem autoria na web, com uma tradução ruim, adaptei um bocadinho:

1. oxigênio para as células: óleos essenciais puros oferecem altos níveis de oxigênio para as células criando uma atmosfera onde os patógenos não conseguem sobreviver. (via olfativa)

2. rico em antioxidantes: óleos essenciais são ricos em propriedades antioxidantes, que os tornam resistentes à infecção, mantendo a saúde. (via olfativa, dérmica, culinária)

3. Íons negativos : óleos essenciais criam um ambiente de íons negativos, que são hostis a patógenos e outros agentes causadores de doença. (via difusão ambiental)

4. imunoestimuladores: muitos óleos essenciais são imunoestimuladores, isto é, impulsionam um sistema imunológico enfraquecido, ajudando assim a um bom funcionamento do corpo. Lavanda, Limão, Tea Tree são exemplos. (via olfativa, massagem)

5. propriedades anti-germicida: a maioria dos óleos essenciais tem função na natureza como anti-virais, anti-fúngicos, anti-parasitas. Logo, isso ajuda a eliminar a possibilidade de infecções por micróbios. (via difusão ambiental, olfativa, dérmica)

6. capacidade de romper barreira sangue-cérebro: óleos essenciais são lipofílicos, ou seja, atravessam a barreira  sangue-cérebro, sem dificuldade. (via olfativa)

7. freqüência elétrica: devidamente extraídos os óleos essenciais têm frequências elétricas que levantam o corpo para uma frequência de nível superior, tornando-o livre de doenças. Óleos essenciais puros tem uma frequência elevada, entre 52 a 320 MHz. (via difusão ambiental/aúrica, olfativa)

8. endorfinas para o bem-estar: quase todos os óleos essenciais estimulam a liberação de endorfinas, que criam uma sensação de alegria no corpo. As endorfinas conseguem relaxar o corpo, aliviando o estresse físico e emocional. (via olfativa, difusão ambiental)


9. quelantes naturais: a maioria dos óleos essenciais têm a capacidade de conduzir as toxinas (elementos metálicos) para fora das células. (via olfativa, oral sob orientação)

10. nutrientes vitais: todos os óleos essenciais fornecem oxigênio e outros nutrientes vitais para as células desnutridas, criando uma sensação de plenitude e bem-estar. Logo, eles curam da maneira mais natural possível.(via olfativa, massagem)





*
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...