31 março, 2011

Notas Aromáticas em Óleos Essenciais - Conhecendo e Decifrando

por Milene Siqueira

Os óleos essenciais (oe) estão classificados em três níveis olfativos caracterizados por suas Notas, são: alta (ou topo/cabeça/saída), média (meio/coração/corpo) e de base (básica/fundo), referindo-se à taxa de volatilidade de um oe. 
Assim, as notas altas são a primeira impressão olfativa, são as primeiras a serem sentidas em um perfume, e o que permanece e fixa o aroma são as essências de notas base, as quais serão sentidas por longo tempo; já as médias, são exatamente a alma, o coração de uma fragrância, e fazem o vínculo harmonioso, ligando notas altas à básicas e predominam assim que a nota alta se dispersa.
Uma bela "melodia" olfativa irá depender deste prévio conhecimento trino, ou de uma boa percepção intuitiva.

Cada óleo essencial é classificado por notas dentro das famílias aromáticas e mais precisamente de forma individual; há óleos essenciais com notas intermediárias (ex.: base leve, média para básica), e outros com várias notas ao mesmo tempo (multinotas), também consideradas essências de ponte. A maioria dos livros de consulta à óleos essenciais traz a referência de qual nota pertence cada oe (havendo também divergências ou classificações pessoais conforme cada autor). Em geral, considera-se :
Nota alta : cítricos, mentolados, canforados, coníferas.
Nota média :  florais, especiarias, herbais.
Nota básica : amadeirados, terrosos, resinosos, doces/abaunilhados.

Mas não é só para a perfumaria que o conhecimento de notas aromáticas vale, mas quando pensamos em tratamento, em Aroma como Terapia (Aromaterapia!) como um todo, ou seja, tratamento emocional, vibratório e fisico! 
As características abaixo servem como ponto de partida, pois cada família aromática e especialmente cada óleo essencial carrega consigo suas singularidades, devendo-se levar em conta demais aspectos.

Notas Altas - Vamos imaginar o Cipreste (img), ou um Limão e seu frescor, a limpeza, pureza... Os aromas com nota alta são os aromas mais voláteis, impetuosos, lúcidos, brilhantes, juvenis; são como a brisa que abranda no alto verão. São aromas que movimentam, despertam! Grande parte tem ação solvente, adstringente e emoliente. Atuam melhor nos aspectos da mente consciente (acontecimentos presentes, instantâneos e periféricos). Agem rapidamente, guiam e ajudam pessoas que precisam suavizar a jornada, trazer luz, alegria, ânimo, leveza, flexibilidade, desapego, alívio, descongestionar, abrir "caminhos", pensamentos e a respiração. Pensando nisso tudo, dá para entender porque somem tão rápido quanto chegam.... são livres, leves e soltos! "Acendem a luz" e concedem passagem! 

Notas Médias -  Ligação. Podemos imaginar ou sentir um Ylang Ylang ou um Gerânio. Os aromas com nota média corporificam, envolvem, enlaçam. Traz totalidade, característica da união harmoniosa a que são destinadas. A maioria destas essências é sedativa. Atua melhor nos aspectos da mente pré-consciente (acontecimentos do passado com fácil acesso a recordar, crenças adquiridas, automáticas - nível mental intermediário). Essas essências exalam conforto afetivo, e propiciam virtudes para a resolução de questões ligadas, pois se as notas altas atuam pela abertura da respiração, aqui a abertura se dá à nível de coração, de completude. São sedutoras, envolventes, hipnóticas! Em particular as notas médias florais, irão mexer positivamente com a libido, propiciando contato verdadeiro e entrega.
Notas médias conectam, estabelecem vínculos (legítimos), celebram a harmonia, beleza e autenticidade. A paz resultante é acolhedora, calorosa e compartilhada.

Notas Básicas - traz a estabilidade. Podemos lembrar do Cedro ou do Olíbano. Nesta nota estão os aromas que "permanecem", e nos remetem à valores hierárquicos:  familiares, ancestrais, religiosos, superiores. Nos organiza à partir de nossos apoios essenciais e estabelecendo conexão intuitiva. Traz profundo sentido de proteção. Razões pelas quais nesta classe olfativa está a maioria dos oes usados nas práticas religiosas e meditações. Desenvolve confiança, firmeza, nobreza;  e liberdade responsável, freando compulsões e auxiliando estados mentais conturbados. Atua melhor nos aspectos da mente inconsciente (arquivos sem lembrança, memórias não codificadas). 
Muitos oes de nota de fundo são viscosos, gosmentos, resistentes! Estes oes mais densos fazem um mergulho ainda mais profundo na  mente, rastreando as portas do inconsciente e trazendo à tona lembranças, insights ou sonhos - em geral são memórias de afeto, proteção, espiritualidade, poder pessoal; mostra à consciência aquilo que está guardado à espera de luz, acolhimento e significado; ao mesmo tempo em que desperta nossas fontes energéticas que sustentarão a permanência destes valores.
Podem nos dar conforto em vários níveis, pois nesta classe está a maior parte das essências que nos dão suporte, chão, raiz. 

Imagens que ilustram este post : obras com ref. a Vincent Van Gogh
Saiba mais sobre Aromaterapia / Óleos Essenciais no site Arom'Arte
.
.
.
.

5 comentários:

Érima disse...

Adorei o texto! Parbéns!

Emilia Kiyohara disse...

Olá, Milene:
Amei sua postagem e a sensibilidade com que abordou o tema!
Vou compartilhar no Facebook.

Luciana Prazeres disse...

Adorei o texto, esta de parabéns!

Anônimo disse...

Bom dia interessante assunto , gostei muito, penso que poderiamos tornar-nos amigos de blog :) lol!
Tirando as piadas sou o José, e assim como tu publico na internet se bem que o fofo da minha página é bastante distinto deste....
Eu faço páginas de poker sobre ofertas grátis sem ter de fazer depósito sem teres de por do teu bolso......
Adorei bastante aquilo vi escrito!

Edder Cardoso disse...

A relação que fez entre as características de pintura com as notas aromáticas e as considerações do texto ficou mesmo muito boa.
Um grande parabéns, essa postagem me vai ser muito útil!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...