07 fevereiro, 2011

Pulgas em Cães - Tratando com óleos essenciais

por Milene Siqueira



Quem tem cão e os vê com pulga, sabe como é complicado se livrar dessas praguinhas. E no verão, a incidência é maior!
Veja abaixo porque devemos optar por auxílios naturais:

"...A prescrição usual à base de produtos químicos utilizados pelos veterinários contra pulgas e carrapatos como colares ou spray e gotas tópicas em grandes doses pode causar problemas respiratórios, tremores, vômitos, irritações de pele, dano permanente do nervo e até morte.
Alguns cães sofreram queda de pelo e feridas ao redor do pescoço, onde foram usadas coleiras de pulgas ou onde as gotas tópicas foram aplicadas, além das emanações químicas emitidas por esses produtos poderem afetar negativamente a todos na casa. 
Você sabia que o fígado e os rins de seu cão são afetados negativamente pela utilização de produtos químicos comerciais como anti-pulgas, vermífugos e remédios para dirofilariose (parasita do coração)? Componentes químicos tóxicos destes produtos pode acabar por resultar em insuficiência renal, danos ao fígado, a ponto deste não consegue filtrar o sangue e insuficiência hepática completa. A química circulando pelo corpo através do sangue, pode contribuir para outros problemas de saúde mais complicados, tais como diabetes e artrite, para citar dois dos mais comuns efeitos colaterais a longo prazo.
 
Estas drogas tóxicas também podem causar erupções cutâneas graves, perda de cabelo, crises epilépticas e danos cerebrais.
 A lista de efeitos secundários adversos é grande. Ainda assim as pessoas continuam a usar esses medicamentos por não saberem o que fazer de melhor."

O texto assustador acima é do link http://www.thewholedog.org/EOFleas.html. E infelizmente não é difícil constatar os malefícios que realmente podem causar. A primeira vez que o veterinário aplicou aqueles tópicos de pulga no meu gato, ele passou bem mal, vomitou, babou, miou esquisito, fiquei apavorada e tentei amenizar o efeito aplicando bastante água no local; a cachorrinha além da inquietude, também vomitou e ainda continuou com pulgas, sendo que o que ela tinha usado é conhecido como medicamento de "primeira linha". Dias depois, percebi algumas erupções no couro.
Confesso que até então, assim como muitos, estava leiga quanto a todos esses problemas que o uso destes químicos para animais pode resultar.

Mas para cães há muitas e boas opções dentro da Aromaterapia, óleos essenciais repelentes como eucalipto, cedro, lavanda, gerânio, alecrim, abeto, citronela, capim-limão, hortelãs (prefiro a hortelã-verde para este caso - mentha spicata), tea tree, ylang ylang, limão e laranja, para citar os mais comuns e fáceis de encontrar. Pesquisas tem apontado o óleo essencial de laranja (d-limoneno) como destaque tóxico à pulgas. Veja abaixo algumas dicas para tratar seu amigo e o ambiente afetado:

  • No banho, agregue oes nos shampoos para cães. Para 100ml use 11 gotas de oes no total (0,5%), misture bem. Uma receita de shampoo natural: 1 xic. sabonete líquido neutro ou sabão de coco derretido (pique e derreta em água morna) + 1 xic. vinagre de maça ou branco + 1/3 glicerina líq. + 1/4 de água.
  • Na última água do banho, despeje gotinhas de oe de lavanda e de alecrim (dose de 2 a 5 gotas conforme o quantidade de água x tamanho do cão), agite bem e deixe o cão secar ao ar livre. Além de protegido, ficará com pelo brilhante. Se tiver alecrim fresco, pode optar por ferver as ervas e deixe como última água do banho e acrescente opcionalmente a lavanda. Cuidado com os olhos do cão.
  • Óleos vegetais + oes em cachorros com menos pelagem, é uma boa solução que pode ser feita no dia do banho, isso ajuda a eliminá-las mais facilmente no enxague, uma vez que tenderão a aderir no óleo vegetal. Ou, diariamente até a total eliminação, prepare o óleo vegetal + oes (tenho tido ótimos resultados com óleo de laranja doce a 10%), molhe em algodão e passe na região onde as pulgas se concentram por serem áreas mais quentes (pescoço, abdômen, virilha, base da cauda, próximo aos genitais, axilas).
  • Vinagre (prefira o branco ou de maça) também é repelente e diminui a coceira, misture igual proporção em água, e adicione os oes - agite antes de usar - pode ser aplicado com auxílio de um pano. 
  • Um spray com álcool (+ água opcional) e oes repelentes, também deve ser pulverizado frequentemente na cama e/ou casa do cachorro e pelo ambiente. Pode-se adicionar sal.
  • Um spray apenas com água + oes pode ser borrifado no cão diariamente, deixando-o também naturalmente perfumado. Agite bem antes de borrifar. 
  • Para prevenção e manutenção pode-se fazer um talco utilizando amido de milho, o que também serve de um banho seco (boa dica para épocas de frio). Misture gotas de oes repelentes ao "talco", deixe secar e aplique escovando o cão no sentido contrário. Armazene num frasco usado de talco (aquele com furinhos!) para fácil aplicação. Aplique também à noite no local onde o cão dorme.
  • Outro banho considerado "seco" pode ser feito com partes iguais de água, álcool e vinagre + gotas de oes.
  • Uma coleira de oes pode ser feita com feltro ou uma corda de fibra de algodão grossa. Mergulhe em oes repelentes, deixe secar bem. Ou aplique 2 gotas de oes por dentro da coleira comum. Pode inclusive acalmá-lo, no caso de oes calmantes como laranja, abeto, cedro e lavanda.

As mesmas dicas valem para repelir carrapatos.
Atenção : todas as dicas com oes são apenas para os cães. Gatos e Aromaterapia infelizmente não combinam assim tão bem. Eles não suportam cheiros fortes e no caso de óleos essenciais, mesmo que extra diluídos, seja qual for o uso, os gatos não os metabolizam, o que pode ser tóxico ao longo do tempo. Se tiver cães e gatos, se assegure de aplicar longe dos gatos, mesmo os sprays aplique em locais que estejam arejados e onde os gatos não permanecerão.
O cuidado com as pulgas via Aromaterapia nos cães precisa ser frequente e de ações conjuntas para bons resultados, e no verão a atenção precisa ser redobrada. Comece com as dicas de banho, retendo os produtos de 5 a 10 minutos, antes do enxague. Use o pente fino para pulgas.
Caminhas de cães podem virar verdadeiros ninhos. Lave frequentemente. E o mantenha com ervas frescas ou mesmo secas como: alecrim, manjericão, louro, hortelã, citronela, capim-limão, eucalipto, erva de santa maria ou pétalas de rosa (de preferência as de jardim); ou use as dicas com oes acima, como o talco e sprays.
Nem sempre vemos as pulgas, se notar sujeira no cão como uma areia preta, há pulgas, esta sujeira são seus excrementos.
Não se esqueça de fazer as aplicações com oes nos cães sempre evitando o contato com os olhos. Quanto a lambida do cachorro nos pelos após a aplicação de oes diluídos, não há problemas, exceto que dependendo dos oes utilizados, podes notá-lo mais preguiçoso e dorminhoco!

Outra fato importante é a alimentação, já que o sistema imunológico dos cães estando bem, a probabilidade de infestação de pulgas é bem menor. Alimentação fresca faz bem (veja as dicas do www.cachorroverde.com.br para alimentação e/ou para suplementos como levedura de cerveja, alho e bons óleos vegetais).

Veja outros óleos repelentes nesse artigo sobre a Dengue e Prevenção com Óleos Essenciais.
Na Loja Virtual Arom'Arte, você encontra Óleos Essenciais.
Visite o site e saiba mais sobre Aromaterapia.

10 comentários:

Fatima disse...

Obrigada, Milene, por compartilhar sua experiencia sobre as pulgas. Vou testar em minhas "crianças".

CECILUCKY disse...

Olá Milene! bem interessante a receita de "como afastar as pulgas" de nossos amigos sem contaminá-los. Vou providenciar para o Yupi! e qual seria a opção para o gato?
grata!

Milene disse...

Oi Cecilucky, a alternativa p/ os gatos fica realmente limitada (pelo menos quanto ao uso dos oes). Sobra mesmo o vinagre e tratar o ambiente ! Também tenho gato. Parece que consegui eliminar por completo as pulgas da minha cachorra com o uso dos oes, e tb não tenho encontrado pulgas no meu gato, mesmo não tendo usado nada nele ! Abraços.

Anônimo disse...

Olá! Milene, e pessoal,
Gostaria de contar experiência que tive com Óleos Essenciais, em relação aos gatOs, e tudo está bem, aliás eles agem como os cães, ficam mais vaidosos e felizes e com um brilho incrível na pelagem. (Formula Óleo essêncial de Lavanda + Alecrim, e ou Tea Tree + Lavanda Shampoo).Obs. (Claro que com a dosagem adequada para animais). E acabou com as pulgas.
Abraços Valquíria

Milene disse...

Oi Valquíria !
Grata por compartilhar sua experiência.

Anônimo disse...

olá...é a primeira vez que vejo suas dicas e gostaria de saber oq significa (oes)q sempre aparece no meio do texto obrigada Adriana

Milene disse...

Oi Adriana, é a abreviação de óleos essenciais (oes)! Abraços

Lara magalhães disse...

o meu cachorro tem problema sério com carrapatos, ja teve tres vezes a doença do carrapato e agora ta com uma alergia, a pele toda irritada e ele se coça de mais, nem consigo dormir vendo ele assim, infeliz mente usava nele frontline e nada, mas fiquei feliz em ver essas opçãos saudáveis pro meu bb. Gostaria de saber o seguinte: tenho a folha do alecrim aqui, eu fervo e na ultima agua jogo nele, posso deixar secar livremente, ou tenho que fazer o enxaugue? e a quantidade de folhas? pq a lavanda é de 2 a 5 gotas né. no aguardo, estou muito preocupada. e o vinagre diminui mesmo a coceira e nao faz mal pra ele, não arde, será?

Ornithopteralexandra disse...

Ola! Qual a melhor combinaçao para tratar o ambiente (casa e quintal)?

Milene Siqueira disse...

Oi Alexandra,

Hortelã verde com capim-limão, citronela com eucalipto, lavanda + laranja + limão... são diversas opções.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...